Tender Is the Night

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura filme com Jennifer Jones e Jason Robards, veja Tender Is the Night (filme).
Tender Is the Night
Terna é a noite (PT)
Suave é a noite (BR)
Autor (es) F. Scott Fitzgerald
Idioma Língua inglesa
País  Estados Unidos
Género Romance autobiográfico
Editora Charles Scribner's Sons
Lançamento fascículos Jan–Abr 1934, livro Abril 1934
Edição portuguesa
Tradução Cabral do Nascimento
Editora Portugália Editora
Lançamento 1962
Páginas 402

Tender Is the Night (Suave é a noite, no Brasil, e Terna é a noite, em Portugal) é um romance do escritor norte-americano F. Scott Fitzgerald. Foi seu quarto e último romance completo, e foi o primeiro a ser publicado pela Scribner's Magazine entre janeiro e abril de 1934, em quarto partes. O título foi retirado do poema "Ode a um Rouxinol", de John Keats.

Em 1932, a esposa de Fitzgerald, Zelda Fitzgerald foi hospitalizada com esquizofrenia em Baltimore, Maryland. O autor alugou a propriedade de "la Paix" no subúrbio de Towson para trabalhar neste livro, que narra a trágica história de Dick Diver, um jovem e brilhante psiquiatra, cuja carreira é interrompida ao casar-se com a rica Nicole Warren, uma de suas pacientes. Era o primeiro livro de Fitzgerald em nove anos, e o último que ele terminaria. Enquanto trabalhava no manuscrito, ele ficou várias vezes sem dinheiro e teve que realizar empréstimos com seu editor e agente, além de escrever crônicas para revistas comerciais. O início da década de 30, quando Fitzgerald concebeu e começou a trabalhar no manuscrito, foram certamente os anos mais negros de sua vida e, consequentemente, o romance possui seus elementos sombrios.

Duas versões do romance estão em circulação. A primeira, publicada em 1934, usa flashbacks enquanto a segunda versão, foi revisada pelo amigo de Fitzgerald e notório crítico Malcolm Cowley, baseando-se nas referências para uma revisão deixadas por Fitzgerald, ordenando a obra de maneira cronológica; esta versão foi primeiramente publicada postumamente em 1951. Críticos sugeriram que a revisão de Cowley foi realizada devido a comentários negativos quanto a estrutura temporal do livro em sua primeira versão.

Em 1998, a Modern Library classificou Tender is the Night como 28o. em sua lista de 100 melhores romances da língua inglesa do século 20.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Dick e Nicole Diver são um casal glamouroso que mora em uma villa no sul da França e cercam-se em um círculo de amigos, principalmente americanos. Também no resort está Rosemary Hoyt, uma jovem atriz, e sua mãe. Rosemary é sugada para dentro do círculo dos Divers; ela se apaixona por Dick e também se torna amiga próxima de Nicole. Dick primeiramente brinca com a ideia de um caso com Rosemary neste ponto, porém apenas é finalmente consumado anos depois.

Contudo, Rosemary pressente que há algo errado com o casal, o que é trazido à tona quando um dos convidados de uma festa relata ter testemunhado algo estranho no banheiro. Tommy Barban, outro convidado, intervém lealmente em defesa aos Divers. A ação envolve muitos outros amigos, incluindo os Norths, na qual uma frequência ocorrência é o comportamento alcoólico de Abe North. A estória começa a se complicar quando o negro Jules Peterson é assassino e acaba na cama de Rosemary, em uma situação que poderia destruir a carreira da jovem atriz. Dick remove o cadáver para encobrir qualquer relação implícita entre Rosemary e Peterson.

Uma vez no livro, surge a história dos Divers. Dick era um psiquiatra brilhante que havia aceitado um caso complicado de neuroses. Era Nicole, cuja complicada e incestuosa relação com o pai sugere ser a causa de sua moléstia. Como ela se apaixona por Dick, ele é quase obrigado a casar-se com ela, como parte da cura. Nicole, porém, é extremamente rica e, por isso, a sua irmã mais velha, Baby Warren, pensa que Dick aceita casar-se por causa do dinheiro. Eles realmente se casam, e o dinheiro Warren paga a sociedade de Dick em uma clínica suíça e pelo estilo de vida extravagante dos Divers.

Entretanto, Dick desenvolve gradualmente uma problema com a bebida. Ele entre em brigas e envolve-se com a polícia em inúmeros incidentes e sua sociedade na clínica é comprada de volta por seu parceiro. O episódio de estreia no livro quase marca a reviravolta que torna Dick o parceiro mais fraco, falhando progressivamente no que ele almeja, enquanto Nicole se fortalece perante a ele. O comportamento de Dick torna-se embaraçoso uma vez que ele destrata parentes e amigos. Eventualmente, Nicole tem um caso com Tommy Barban, e se divorcia de Dick para casar-se com o amante. Nicole sobrevive, enquanto Dick deriva em circunstâncias ainda degradantes. O tema subjacente, então, é como uma pessoa se torna forte por destruir outra - um ponto enfatizado cinicamente por Baby Warren que, vendo primeiramente Dick como um parasita, enfim observa que "foi para isso que ele foi educado."

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Composição[editar | editar código-fonte]

Fitzgerald começou a trabalhar em um novo romance quase imediatamente depois da publicação de O Grande Gatsby, em abril de 1925. Seu plano original era contar a história de Francis Melarkey, um jovem técnico de Hollywood viajando pela Riviera Francesa na companhia de sua mãe dominadora. Francis acaba incluído em um grupo de ricos, brilhantes e encantadores expatriados americanos (baseados em Gerald e Sara Murphy, para quem é dedicado o livro, e alguns de seus amigos). Ele gradualmente se transforma e, em última análise, assassina a mãe. A intenção original de Fitzgerald era titular a nome "World's Fair" (Justiça do Mundo), mas também considerou "Our Type" (Nosso Tipo) e "The Boy Who Killed His Mother" (O Rapaz Que Assassinou a Mãe). Os personagens baseados nos Murphys foram primeiro chamados Seth e Dinah Piper, e Francis apaixonaria-se por Dinah; um evento que iria precipitar sua degradação.

Fitzgerald escreveu vários capítulos para esta versão do romance em 1925 e 1926, mas foi incapaz de terminá-lo. Aproximadamente tudo o que ele havia escrito fez parte da obra final, mas de modo alterado. A chegada de Francis na Riviera com sua mãe, e sua introdução ao mundo dos Pipers, foi eventualmente modificada para a chegada de Rosemary Hoyt com sua mãe, e a sua introdução ao mundo de Dick e Nicole Diver. Personagens criadas nessa versão anterior sobreviveram ao romance final, particularmente Abe e Mary North (originalmente Grant) e os McKiscos. Diversos incidentes, como a chegada de Rosemary e as primeiras cenas na praia, a visita ao estúdio de cinema em Riviera, e o jantar na Villa Diana, apareceram na versão original, mas com Francis no papel de intruso que seria mais tarde representado por Rosemary. A sequência na qual um Dick bêbado apanha de polícias em Roma foi escrita também para a primeira versão, mas com Francis como a vítima; isso foi baseado em um acontecimento real com o próprio Fitzgerald em Roma, 1924.

Ícone de esboço Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.