The Man Trap

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
"The Man Trap"
1º episódio da 1ª temporada de Star Trek
StarTrek-TheManTrap.jpg
A criatura sugadora de sal ataca Kirk.
Informação geral
Direção Marc Daniels
Escrito por George Clayton Johnson
Código de produção 6149-06
Exibição original 8 de setembro de 1966
Convidados

Jeanne Bal como Nancy Crater
Alfred Ryder como Robert Crater
Bruce Watson como Green
Michael Zaslow como Darnell
Vince Howard como tripulante
Francine Pyne como Nancy III
Budd Albright como Barnhart
Larry Anthony como Berkeley
John Arndy como Sturgeon
William Blackburn como Hadley
Eddie Paskey como Leslie

Cronologia
"Charlie X"
Lista de episódios de Star Trek

"The Man Trap" é o primeiro episódio da primeira temporada da série de ficção científica Star Trek, que foi ao ar em 8 de setembro de 1966 pela NBC. Foi escrito por George Clayton Johnson e dirigido por Marc Daniels.

Apesar de ter sido o primeiro episódio da série a ter ido ao ar, "The Man Trap" não foi o primeiro a ser produzido; "Where No Man Has Gone Before" e outros quatro episódios já haviam sido completados. A NBC escolheu estrear a série com este episódio porque, segundo a emissora, ele era "mais assustador e mais explorável do que os outros", apesar do produtor Robert Justman acreditar que "The Naked Time" fosse mais apropriado.[1]

No enredo, uma misteriosa criatura sugadora de sal aterroriza a Enterprise e mata seus tripulantes.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Na data estelar 1513.1, a USS Enterprise chega no planeta M-113 para um exame médico de rotina nos arqueólogos Robert Crater e sua esposa Nancy. Kirk, McCoy e o tripulante Darnell se transportam para a superfície. Nancy chega e cada um dos três homens a vê de maneira diferente; McCoy como ela era há dez anos, Kirk como ela deveria ter envelhecido, e Darnell como uma jovem e diferente mulher. Kirk envia o confuso Darnell para fora e quando Nancy vai procurar sue marido, ela acena para Darnell segui-la.

O Professor Crater aparece e não parece feliz em vê-los, dizendo que ele e sua esposa não precisam de exames médicos. Mas então, ele diz que está feliz em ver McCoy como um velho amigo de sua mais social esposa. Nancy aparece, nervosa, insistindo que eles reabasteçam seus tabletes de sal. Kirk ordena que Crater se submeta ao exame médico porém, antes que McCoy possa prosseguir, eles ouvem um grito. Eles encontram Darnell, morto, com manchas no formato anéis vermelhos no rosto. Há uma raiz de planta em sua boca, e Nancy diz que ela o viu comendo a planta. Kirk fica cético de que um tripulante experiente iria provar uma planta desconhecida.

Spock analisa a planta e confirma que ela é uma planta venenosa, porém as manchas na pele não são um sintoma. McCoy conduz um exame porém não consegue encontrar uma causa para a morte. Kirk e McCoy comparam suas visões de Nancy, e o doutor admite que ela está da maneira exata que ele a havia imaginado dez anos atrás.

Kirk decide permanecer e investigar a morte de Dornell. McCoy, junto com Spock, finalmente determinam que Dornell teve todo o sal de ser corpo drenado. Kirk se transporte de volta para o planeta com dois tripulantes, Green e Sturgeon. Eles se espalham porém Crater escapa e chama Nancy dizendo que ele tem sal. Kirk e McCoy encontram o corpo de Sturgeon, sem saber que Nancy está por perto com o corpo de Green. Ambos os corpos estão com as mesmas manchas vermelhas. Ela para e então muda sua forma, se transformando em uma duplicata de Green. Ele se encontra com Kirk e McCoy e voltam para a Enterprise para conduzir uma busca da órbita.

"Green" vaga pelos corredores e encontra a Ordenanla Rand, que está levando comida para Sulu em seus aposentos. "Green" é atraído pelo sal e a segue, porém a planta reage mal a ele. Ele sai e encontra Uhura, assumindo a forma de um tripulante das memórias dela. Rand e Sulu chegam e a chamam para o ponte.

Em seus aposentos, McCoy tenta dormir um pouco. Spock confirma que os sensores indicam que apenas Robert Crater está no planeta, e ele e Kirk se transportam para a superfície para capturar o professor. "Nancy" assume sua forma de mulher e vai para os aposentos de McCoy, parecendo tranquila de que ele possui memórias fortes dela para poder se alimentar. Ali perto, Sulu e Rand encontram um tripulante morto com as manchas vermelhas no rosto.

McCoy já está dormindo quando ouve o alerta geral, e "Nancy" assume sua forma e vai para a ponte. Em M-113, Kirk e Spock encontram o corpo de Green e percebem que há um impostor abordo. Eles encontram Crater, que tenta fazê-los ir embora com um faser. Eles o flanqueiam e o deixam inconsciente, e o atordoado Crater diz que sua verdadeira mulher morreu há muitos anos, morta por alguma criatura que é a última de sua espécie. Crater também diz que a criatura aparece para ele come Nancy por afeição. Kirk imediatamente se comunica com a Enterprise e avisa Sulu sobre os perigos e as capacidades da criatura.

Com Crater, Kirk chama uma reunião. Spock e McCoy se juntam a ele, porém os oficiais não sabem que aquele não é o verdadeiro McCoy. "McCoy" sugere que eles tentem lidar com a criatura de forma pacífica. Kirk prefere eliminar a criatura predadora e insiste para que Crater o ajude a identificá-la. Ele se recusa, e Kirk ordena que "McCoy" injete no professor um soro da verdade. Eles vão para a enfermaria e um desconfiado Spock os acompanha. O alerta dispara e Kirk chega na enfermaria para encontrar Spock ferido e Crater morto por uma criatura cada vez mais desesperada. Felizmente, o sangue vulcano de Spock o fez imune a fome da criatura.

De volta em sua forma de "Nancy", a criatura vai para os aposentos de McCoy e pede ajuda. Kirk chega com um fazer e um pouco de sal para que ela o ataque. McCoy se recusa a acreditar que Nancy, porém ela ataca Kirk. Ela o hipnotiza e começa a se alimentar enquanto McCoy segura o faser, indeciso. Spock chega e tenta usar sua força superior para derrotá-la, porém ela é mais forte. McCoy percebe que a criatura não é Nancy e atira. A criatura volta para sua aparência verdadeira e morre.[2]

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Remasterização[editar | editar código-fonte]

"The Man Trap" foi remasterizado em 2006 e foi ao ar em 29 de setembro de 2007, como parte da remasterização de 40 anos da série original. Foi precedido na semana anterior por "The Conscience of the King" e sucedido na semana seguinte por "What Are Little Girls Made Of?". Além da remasterização digital de áudio e vídeo, e das animações computadorizadas da Enterprise que são padrão em todas as revisões, mudanças específicas para o episódio incluem:[3]

  • O planeta M-113 foi renderizado em computação gráfica para parecer mais fotorrealista.
  • E a pintura da superfície do planeta foi melhorada em computação gráfica para possuir mais detalhes e se combinar mais naturalmente com o cenário.

Recepção[editar | editar código-fonte]

Zack Handlen da The A.V. Club deu ao episódio uma nota "A-", descrevendo o episódio como "bem feito" com um enredo que é sombrio e ambíguo.[4]

Referências

  1. Solow, Herbert F.; Justman, Robert H. (1997). Inside Star Trek: The True Story. [S.l.]: Simon & Schuster. p. 163. ISBN 0-671-00974-5 
  2. «Synopsis for "Star Trek" The Man Trap (1966)». Internet Movie Database. Consultado em 4 de agosto de 2011 
  3. Pascale, Anthony (30 de setembro de 2007). «'The Man Trap' Remastered Video and Screenshots». TrekMovie.com. Consultado em 4 de agosto de 2011 
  4. Handlen, Zack (16 de janeiro de 2009). «"The Man Trap"/"Charlie X"/"The Naked Time"». The A.V. Club. Consultado em 4 de agosto de 2011 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]