Tim Maia (álbum)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tim Maia
Álbum de estúdio de Tim Maia
Lançamento 1970 (1970)
Gravação 1969 e 1970
Gênero(s) MPB, soul
Duração 31:01
Idioma(s) Inglês (Faixa 3)
Português
Formato(s) LP e CD (relançamento)
Gravadora(s) Polydor[1]
Produção Jairo Pires e Arnaldo Saccomani
Arranjos Tim Maia (arranjos de base), Waltel Branco (faixas 2, 6, 7, 9, 10 e 11), Waldir Arouca Barros (faixas 3 e 8) e Cláudio Roditi (faixa 12)
Cronologia de estúdio por Tim Maia
Último
Tim Maia
(1971)
Próximo

Tim Maia é o primeiro álbum de estúdio gravado pelo cantor e compositor brasileiro Tim Maia, e lançado em 1970 pela Polydor, selo da antiga gravadora Polygram. O disco foi bem recebido pelo público, e foi um dos mais vendidos do ano seguinte ao seu lançamento.[2] Contém clássicos da carreira de Tim Maia como "Azul da Cor do Mar" e "Primavera (Vai Chuva)". O disco contém uma mistura de MPB e soul. O LP foi eleito em uma lista da versão brasileira da revista Rolling Stone como o 25º melhor disco brasileiro de todos os tempos.[3] Na época do lançamento, o crítico Carlos Vergueiro parabenizou Tim Maia pela interpretação de "Primavera" e considerou esta e outras nove faixas como as melhores de 1970.[4]

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Quando lançou seu primeiro álbum, Tim Maia, no início da década de 1970, Tim Maia havia gravado apenas dois compactos. Foi Nelson Motta, produtor musical, quem ajudou o então pouco conhecido Maia, após ter escutado a canção "Primavera (vai chuva)". Motta, que gostou muito do trabalho e da pessoa de Maia, o colocou em contato com Elis Regina, com quem gravou These are the songs, no ano de 1969. Isso chamou a atenção de sua gravadora, a Polydor, que acelerou o processo de gravação de seu primeiro long play.[2] A gravação do disco de Tim Maia também foi recomendada pelo grupo musical de rock psicodélico Os Mutantes.

Neste álbum, Tim Maia incorporou na música brasileira o soul dos negros norte-americanos.

Compôs com o músico paraibano Genival Cassiano a canção "Padre Cícero", uma canção que mistura os elementos principais do baião – ritmo mais popular no Nordeste do Brasil – ao soul, em uma homenagem à Padre Cícero. Mais de 40 anos depois, o disco ainda é referência pela riqueza das melodias e arranjos. A canção ganharia uma outra letra e foi rebatizada como João Coragem para trilha sonora da novela Irmãos Coragem (1970) da Rede Globo.

Faixas[editar | editar código-fonte]

N.º Título Compositor(es) Duração
1. "Coroné Antônio Bento"   João do Vale / Luiz Wanderley 2:16
2. "Cristina"   Carlos Imperial / Tim Maia 2:09
3. "Jurema"   Tim Maia 1:18
4. "Padre Cícero"   Genival Cassiano / Tim Maia 2:25
5. "Flamengo"   Tim Maia 2:06
6. "Você Fingiu"   Genival Cassiano 4:04
7. "Eu Amo Você"   Genival Cassiano / Silvio Rochael 4:07
8. "Primavera (Vai Chuva)"   Genival Cassiano / Silvio Rochael 2:13
9. "Risos"   Fábio / Paulo Imperial 2:39
10. "Azul da Cor do Mar"   Tim Maia 3:22
11. "Cristina Nº 2"   Carlos Imperial / Tim Maia 1:34
12. "Tributo a Booker Pittman"   Cláudio Roditi 2:48

Músicos[editar | editar código-fonte]

Segundo consta no LP original:

Ficha Técnica[editar | editar código-fonte]

Segundo consta no LP original:

  • Criação Musical - Tim Maia
  • Produção - Jairo Pires e Arnaldo Saccomani
  • Técnicos de Gravação - João Kibelstis, Marcos, Célio, Ary e João Moreira
  • Estúdios - Scatena Studios de Som - C.B.D.
  • Lay-out - Aldo Luiz
  • Arranjos - Tim Maia, Waltel Branco, Waldir Arouca Barros e Cláudio Roditi

Referências

  1. http://cliquemusic.uol.com.br/discos/ver/tim-maia-8
  2. a b Por toda a minha vida - Rede Globo de Televisão
  3. Os 100 maiores discos da Música Brasileira - Revista Rolling Stone, Outubro de 2007, edição nº 13, página 115
  4. Leite, Edmundo (31 de agosto de 2012). «Alguns discos clássicos já nascem grandes». Acervo Estadão. Grupo Estado. Consultado em 28 de janeiro de 2016. 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Tim Maia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.