Tratado de Córdoba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Tratado de Córdoba
Assinado 24 de Agosto de 1821
Local Córdoba (Veracruz), México
Condição O tratado foi rejeitado pela Espanha
Ratificação Agustín de Iturbide, Regente do Império Mexicano
Juan O'Donojú, Alto chefe político do governo espanhol no México
Signatários México Primeiro Império Mexicano
Espanha Reino de Espanha
Língua Espanhol

O Tratado de Córdoba concedeu ao México a independência da Espanha no final da Guerra da Independência do México. Foi assinado em 24 de Agosto de 1821, em Córdoba, Veracruz, México e ratificava o Plano de Iguala.

Foram signatários Agustín de Iturbide pelo lado dos independentistas mexicanos e em representação do rei Fernando VII de Espanha, o então vice-rei da Nova Espanha, Juan O'Donojú.

As Cortes espanholas, em reunião de 13 de Fevereiro de 1822 em Madrid, declaram o Tratado de Córdoba ilegal, nulo e sem efeito, no que respeita ao governo espanhol. No entanto, no que ao novo governo mexicano dizia respeito, após a aceitação do plano por O'Donojú o país era agora independente. Este facto levaria à tentativa espanhola de reconquistar a sua colónia nos anos que se seguiram, sem sucesso.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]