Tritão-palmado

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Como ler uma infocaixa de taxonomiaTritão-palmado
Triturus.helveticus.jpg

Estado de conservação
Espécie pouco preocupante
Pouco preocupante [1]
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Amphibia
Ordem: Caudata
Família: Salamandridae
Género: Lissotriton
Espécie: L. helveticus
Nome binomial
Lissotriton helveticus
(Razoumowsky, 1789)
Distribuição geográfica
Triturus helveticus dis.png
Subespécies
  • L. helveticus helveticus
  • L. helveticus punctillatus
  • L. helveticus alonsoi
Sinónimos
Triturus helveticus

O tritão-palmado ou tritão-de-patas-espalmadas (Lissotriton helveticus) é uma espécie de anfíbio caudado pertencente à família Salamandridae.

Pode ser encontrado na Europa ocidental e do norte, em lagoas, lagos, canais, pauis, florestas, terrenos de pasto e agrícolas e por vezes em áreas costeiras. Passa o período de acasalamento (Fevereiro a Maio) na água, pondo 100 a 300 ovos que eclodem em larvas dentro de 2 a 4 semanas. As larvas sofrem uma metamorfose dentro de 6 a 9 semanas. Em áreas mais frias, as larvas por vezes passam o inverno na água sofrendo a metamorfose apenas no ano seguinte. Tornam-se sexualmente maduros durante o segundo ano, mas também ocorre neotenia nesta espécie. Os adultos hibernam em terra, em baixo de troncos ou pedras, de Novembro a Março, ou, mais raramente, dentro de água.

Os machos adquirem membranas interdigitais nos membros posteriores durante a época de reprodução, de onde provém os seus nomes comuns.

Descrição[editar | editar código-fonte]

De aspecto geral semelhante a tritão-comum e tritão-ibérico, o tamanho dos tritões-palmados chega aos 8,5 e 9,5 cm (85 mm e 95 mm), em machos e fêmeas respectivamente. A cauda é ligeiramente mais curta do que o comprimento do corpo medida desde o focinho até à base da cauda. Esta possui um filamento fino no seu final.[2]

Distribuição[editar | editar código-fonte]

Pode ser encontrado desde o nível médio do mar até aos 2 400 metros acima do nível do mar. A sua área de distribuição está restrita à Europa, desde o Norte de Portugal e Espanha, com populações fragmentadas, França, Grã-Bretanha, Bélgica, Países Baixos, Suíça, Alemanha e República Checa.[1] É comum em grande parte da sua distribuição, embora esteja em risco de extinção na Bélgica, Países Baixos e Luxemburgo. No Norte de Portugal é pouco comum, e em partes de Espanha, está em declínio.[1]

Subespécies[editar | editar código-fonte]

  • Lissotriton helveticus helveticus - Norte da Alemanha até nordeste de Espanha.
  • Lissotriton helveticus punctillatus - Área da Sierra de la Demanda, Espanha. A validade desta subespécie é disputada.[1]
  • Lissotriton helveticus alonsoi - Noroeste da Península Ibérica; em Portugal, a norte do rio Vouga.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c d «Lissotriton helveticus (Palmate Newt)». www.iucnredlist.org. Consultado em 28 de fevereiro de 2016. 
  2. «AmphibiaWeb - Lissotriton helveticus». amphibiaweb.org. Consultado em 28 de fevereiro de 2016. 
  • Arntzen, J.W., Beebee, T., Jehle, R., Denoël, M., Schmidt, B., Bosch, J., Miaud, C., Tejedo, M., Lizana, M., Martínez-Solano, I., Salvador, A., García-París, M. & Gil, E.R. 2004. Triturus helveticus. In: IUCN 2007. 2007 IUCN Red List of Threatened Species. <www.iucnredlist.org>. Acessado em 13 de setembro de 2008.
Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Tritão-palmado
Ícone de esboço Este artigo sobre anfíbios caudados, integrado no Projeto Anfíbios e Répteis é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.