Tronos (anjo)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde fevereiro de 2015). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Os Tronos (em grego antigo: θρόνος, pl. θρόνοι; em latim: thronus, pl. throni) são uma classe de seres celestiais mencionados pelo Apóstolo Paulo na Epístola aos Colossenses 1:16. De acordo com o Novo Testamento, esses altos seres celestiais estão as ordens a serviço de Cristo.[1][2] São chamados também de erelins ou ofanins ou algumas vezes de Sedes Dei (Trono de Deus). São identificados com os 24 anciãos, que perpetuamente se prostram diante de Deus e a seus pés lançam suas coroas.[3]

De acordo com Mateus Bunson, a ordem correspondente de anjos no judaísmo é chamado o abalim ou Arelim/erelim,[4] mas esta opinião está longe de ser imbatível. A palavra hebraica erelim geralmente não é traduzida como "Tronos", mas sim os valentes, heróis, guerreiros[carece de fontes?] a função atribuída a erelim em Isaiah 33:7 e no folclore judaico[5] não está de acordo com o folclore em torno dos Tronos.


Referências

  1. Colossians 1:14-20
  2. 1 Peter 3:21-22
  3. Apocalipse 11:16-17
  4. Bunson, Matthew. Angels A to Z. New York:Crown Trade Paperbacks, 1996. ISBN 0-517-88537-9.
  5. Louis Ginzberg: Legends of the Jews 5:23, n. 64; 5:417, n. 117
Ícone de esboço Este artigo sobre Teologia ou sobre um teólogo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.