Uma Professora muito Maluquinha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde novembro de 2017). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Uma Professora Muito Maluquinha é um livro do escritor brasileiro Ziraldo em 1995 e publicado pela Cia. Melhoramentos de São Paulo no mesmo ano.[1] Conta a história de uma professora que tinha métodos e uma didática muito diferente do normal. Conquistou seus alunos com seu modo de ser e com suas atividades cativantes. O livro retrata diversas formas de ensinar e divertir os alunos.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Dona Catarina, é nascida em uma cidadezinha do interior, fora para a cidade grande, mas com o tempo, retornou para a sua cidade de origem para lecionar. Vive com sua tia, seu tio o Monsenhor (até ele morrer), e seu primo.

Dona Catarina é uma mulher linda, com traços delicados, sorriso solto, mais parecia um anjo. Ela tem um jeito muito diferente de ensinar, e por isso todas as pessoas, e alunos dela pensam que ela é maluca.

Filme[editar | editar código-fonte]

Em 2010 uma adaptação em longa-metragem foi lançada pela Globo Filmes.[2]

O livro de Ziraldo se tornou um filme produzido para a televisão e exibido pela TVE Brasil em 1996 contando com Letícia Sabatella no papel-título além de grandes nomes como: Othon Bastos, Cláudio Cavalcanti, Aracy Balabanian, Milton Gonçalves, Martha Overbeck e Domingos de Oliveira.

Referências

  1. «Uma Professora Muito Maluquinha». Livraria Folha. Consultado em 5 de Novembro de 2017 
  2. «Uma Professora Muito Maluquinha - Academia Brasileira de Cinema». www.academiabrasileiradecinema.com.br. Consultado em 14 de outubro de 2016 
Ícone de esboço Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.