União das Freguesias de Alto do Seixalinho, Santo André e Verderena

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Portugal Portugal Alto do Seixalinho, Santo André e Verderena 
  Freguesia  
Localização
Município BRR1.png Barreiro
História
Fundação 28 de janeiro de 2013
Administração
Tipo Junta de freguesia
Presidente Carlos Raposinho Santos (PS)
Características geográficas
Área total 7,18 km²
População total (2011) 41 760 hab.
Densidade 5 816,2 hab./km²

Alto do Seixalinho, Santo André e Verderena (oficialmente: União das Freguesias de Alto do Seixalinho, Santo André e Verderena) é uma freguesia portuguesa do concelho do Barreiro com 7,18 km² de área e 41 760 habitantes (2011). A sua densidade populacional é 5 816,2 hab/km².

História[editar | editar código-fonte]

Foi constituída em 2013, no âmbito de uma reforma administrativa nacional, pela agregação das antigas freguesias de Alto do Seixalinho, Santo André e Verderena e tem a sede em Alto do Seixalinho.[1]

Demografia[editar | editar código-fonte]

Freguesia atual Freguesias antigas
Brasão Freguesia População[2](2011) Área[2](km²) Brasão Freguesia População[3](2011) Área[4](km²)
Coats of arms of None.svg
Alto do Seixalinho, Santo André e Verderena 41 760 7,18
BRR-altoseixalinho.png
Alto do Seixalinho 19 995 1,76
BRR-sandre.png
Santo André 11 480 4,18
BRR-verderena.png
Verderena 10 285 1,24

Executivo[editar | editar código-fonte]

Das eleições autárquicas de 2017 o executivo da Junta da União das Freguesias de Alto do Seixalinho, Santo André e Verderena, passou a apresentar a seguinte composição[5] para o mandato de 2017-2021:

Carlos Raposinho Santos (Presidente) [PS]

Pedro Pinto [PS]

José Ferrão (Secretário) [PS]

Nuno Marques (Tesoureiro) [PS]

Andreia Boia [PS]

Marcos André Grazina [PS]

Luís Murilhas [PSD]

Referências

  1. Diário da República, 1.ª Série, n.º 19, Lei n.º 11-A/2013 de 28 de janeiro (Reorganização administrativa do território das freguesias). Acedido a 2 de fevereiro de 2013.
  2. a b Ainda não existem dados geográficos e populacionais oficiais para a nova configuração desta freguesia. Os valores apresentados são calculados a partir dos dados dos territórios agregados.
  3. INE Instituto Nacional de Estatítica
  4. IGP Instituto Geográfico Português -Carta Administrativa Oficial de Portugal CAOP 2012.1
  5. «Composição executivo»