Usuário(a):MaCeciliaTell/Testes

    Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

    A Workana é uma plataforma de mercado para trabalho freelancer e remoto[1][2], de contratação de trabalhadores independentes[3]. A empresa tem sua sede em Argentina e possui escritórios no Brasil, Colômbia e México, e a partir de 2019, expandiu-se para o Sudeste Asiático[4][5][6]. A plataforma está disponível em espanhol, inglês e português.

    História[editar | editar código-fonte]

    Workana surgiu em abril de 2012, na Argentina, co-fundada por Tomás O'Farrell, Fernando Fornales, Guillermo Bracciaforte e Mariano Iglesias «convencido de que o conceito de emprego remoto seria cada vez mais importante eque a América Latina estava na procura de uma plataforma feita especificamente para a região »[7].

    Impulsionada pelo grupo de investimento britânico Daily Mail e General Trust (DMGT), dono do jornal The Daily Mail[8],a Workana rapidamente fez presença em toda a América Latina. Desde 2015, é um dos parceiros e fundadores da Associação Latino-Americana de Internet, junto à Despegar, Facebook, Google, MercadoLivre, Pedidos Ya, Restorando e Yahoo![9].

    Em 2018 a Workana recebeu financiamento de US $ 7 milhões através da SEEK[10], que são acionista em empresas como Brasil online Holdings e OCC (Career Center no México)[11], isso permitiu iniciar sua expansão para o Sudeste Asiático. É de ressaltar que é o terceiro investimento da SEEK para Workana, totalizando U $ 12,5 milhões desde o 2016[12][13][14]. Assim, no 2018 ele já tinha se tornado na maior plataforma de trabalho independente da América Latina[15] e começou sua expansão global.

    Recursos[editar | editar código-fonte]

    Desde a sua criação Workana tornou-se em um ponto de encontro para empresas com projetos e de profissionais [16][17][18] com a possibilidade de desenvolve-los [8][19] com uma modalidade de trabalho autônomo, remoto e independente que cresce continuamente [20][21].

    A Workana tem duas opções de uso: para procurar um freelancer (ou cliente) ou para trabalhar como freelancer. Um único usuário pode escolher as duas funciones[22][23]. Cadastrar-se em Workana é gratuito: só cobra uma comissão pelos trabalhos terminados e tem um Plano de Benefícios pros freelancers que quisessem um uso mais personalizado da plataforma.

    Como cliente se criam projetos especificando o que precisa, qual é o tipo de professional e qual é o pressuposto que tem, se o pago é por hora ou por trabalho feito. Como freelancer se desenvolvem propostas aos projetos publicados de acordo com as habilidades mencionadas, especificando o pago, se tem dúvidas pode consultar antes de ofertar. O cliente começa receber as propostas, olha os perfiles e pode escrever para o professional por mensageria. Quando faz a escolha, se deposita o pagamento em garantia, que será desembolsado quando considere o trabalho finalizado. O último passo é a qualificação entre as partes[22] [23].

    Os principais projetos específicos são:

    • IT & Programação
    • Design e Multimídia
    • Tradução e Conteúdo
    • Marketing e Vendas
    • Suporte Administrativo
    • Legalidade
    • Finanças e Engenharia
    • Administração e Manufatura.

    Workana propõe uma qualificação de seus usuários, clientes e freelancers com um máximo de 5 estrelas, e faz um ranking geral na plataforma, na área de projeto e país em particular. Eletem também uma escala de posições de acordo com o Perfil profissional: o ferro, bronze, prata, ouro, platina e finalmente hero[24][25].

    Desde 2018 Workana tem categoria Pro[26], que é para os profissionais com maior experiência e melhor qualificados, são selecionados automaticamente pela plataforma. Também oferece a possibilidade para o freelancer prolongar o projeto e continuar trabalhando com o cliente], e desde 2019, permite que os clientes possam contratar vários especialistas para o mesmo projeto[27].

    Comunicação[editar | editar código-fonte]

    Workana tem diversas vias de comunicação. Em sua plataforma tem um centro de apoio[28] e um espaço para interação entre os usuários, através de Comunidade Workana[29]. Tem um blog epresença em redes sociais como Facebook e Instagram. Ele tem também um canal no YouTube, WorkanaTV e tem desenvolvido um aplicativo móvel[30].

    Distinções[editar | editar código-fonte]

    Workana recebeu o prêmio Accelerator Google Launchpad 2017 e o TNW América Latina Startup Battleno 2012[31].


    Referências

    1. Morales, Carlos (7 de fevereiro de 2017). «31 startups con las que Google quiere transformar al mundo». Forbes México (em espanhol). Consultado em 9 de outubro de 2019 
    2. «Trabalhe em casa com Workana | Brasilia». www.appjobs.com. Consultado em 9 de outubro de 2019 
    3. «Siete tips para gestionar las finanzas en tu Pyme». elempresario.mx (em espanhol). Consultado em 9 de outubro de 2019 
    4. «Una plataforma online de trabajo freelance creada en Argentina recibió la mayor inversión de su historia». 5 de abril de 2018. Consultado em 9 de outubro de 2019 
    5. «Argentina-based online platform Workana expands footprint in Malaysia». The Edge Markets. 17 de abril de 2019. Consultado em 9 de outubro de 2019 
    6. «Workana expands its footprint in Malaysia». Focus Malaysia. Consultado em 9 de outubro de 2019 
    7. O'Farrell, Tomás (30 de maio de 2013). «¿Cómo se fundó Workana? Balance del primer año». Consultado em 9 de outubro de 2019 
    8. a b Clarín.com. «Un diario inglés financia una firma de Internet argentina». www.clarin.com (em espanhol). Consultado em 9 de outubro de 2019 
    9. «Tendencia joven: Elegir la carrera trabajando freelance». PulsoSocial (em espanhol). 18 de setembro de 2017. Consultado em 9 de outubro de 2019 
    10. «Workana tem novo aporte de R$ 8 milhões». Baguete. Consultado em 9 de outubro de 2019 
    11. Editor (9 de março de 2016). «Workana Receives Investment of R$8m (em português)». LAVCA | The Association for Private Capital Investment in Latin America (em inglês). Consultado em 9 de outubro de 2019 
    12. «Una plataforma online de trabajo freelance creada en Argentina recibió la mayor inversión de su historia». 5 de abril de 2018. Consultado em 9 de outubro de 2019 
    13. «El Contador». DineroenImagen (em espanhol). 2 de maio de 2018. Consultado em 9 de outubro de 2019 
    14. «Workana capta R$ 23 milhões». Baguete. Consultado em 9 de outubro de 2019 
    15. «La plataforma que conecta a los trabajadores freelancers». www.lanacion.com.ar (em espanhol). 26 de setembro de 2018. Consultado em 9 de outubro de 2019 
    16. «Profissionais de TI são os freelancers mais buscados pelas empresas». 26 de setembro de 2019 
    17. «Nômade digital? Freelancer é tendência para profissional acima dos 50 anos». EXAME. Consultado em 9 de outubro de 2019 
    18. Minas, Estado de; Minas, Estado de (30 de maio de 2019). «Mercado de trabalho absorve cada vez mais o profissional freelancer». Estado de Minas. Consultado em 9 de outubro de 2019 
    19. «Como ir do emprego freelancer ao CLT e aprender muito no caminho». EXAME. Consultado em 9 de outubro de 2019 
    20. Line, A. TARDE On. «Projetos para freelancers têm expansão de 30% no 1º semestre». Portal A TARDE. Consultado em 9 de outubro de 2019 
    21. Macedo, Daniela (8 de fevereiro de 2019). «Cómo cambiar de carrera de manera segura». Consultado em 9 de outubro de 2019 
    22. a b «Cómo funciona Workana (clientes)». www.workana.com. Consultado em 9 de outubro de 2019 
    23. a b «Cómo funciona Workana (freelancers)». www.workana.com. Consultado em 9 de outubro de 2019 
    24. «Cómo hacer para trabajar como freelance y remoto desde Workana» (em espanhol). 24 de janeiro de 2019. Consultado em 9 de outubro de 2019 
    25. «UNA NUEVA FORMA DE GANAR DINERO QUE PUEDES – WORKANA». Emprende Y Monetiza Ya. 29 de abril de 2019. Consultado em 9 de outubro de 2019 
    26. Macedo, Daniela (16 de julho de 2018). «Workana Pro: el nuevo servicio que mejora la experiencia de contratación de profesionales independientes en América Latina». Workana Blog (em espanhol). Consultado em 9 de outubro de 2019 
    27. Miguel, Assu (30 de maio de 2019). «¿Quieres contratar varios freelancers para un proyecto? Ya puedes hacerlo con Workana». Consultado em 9 de outubro de 2019 
    28. «WORKANA | Portal». ayuda.workana.com. Consultado em 9 de outubro de 2019 
    29. «Workana Q&A». comunidad.workana.com. Consultado em 9 de outubro de 2019 
    30. Davidovich, Luis (7 de novembro de 2017). «Nueva app móvil de Workana (Android)». Consultado em 9 de outubro de 2019 
    31. «Workana». www.facebook.com. Consultado em 9 de outubro de 2019 


    Links externos[editar | editar código-fonte]

    Website