Usuário(a):Mevora/Testes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Nuvola apps package editors.png

Esta é uma página de testes de Mevora, uma subpágina da principal. Serve como um local de testes e espaço de desenvolvimento, desta feita não é um artigo enciclopédico. Para uma página de testes sua, crie uma aqui.

Como editar: TutorialGuia de ediçãoLivro de estiloReferência rápida

Como criar uma página: Guia passo a passoComo criarVerificabilidadeCritérios de notoriedade

Círculo Eborense
Símbolo Círculo Eborense.png
Fundação 3 de Março de 1836
Sede Rua Vasco da Gama, 4, Évora,Portugal Portugal

O Círculo Eborense, também conhecido por Clube, é uma associação cultural e recreativa sem fins lucrativos, constituída por membros filiados, localizada no Centro Histórico de Évora. É a primeira associação voluntária desta natureza a ser criada na cidade de Évora, sendo por isso considerada a mais antiga da cidade. Com mais de um século de existência, foi formalmente constituída a 9 de Janeiro de 1837 através de portaria régia, após terem sido previamente reunidas cerca de 36 assinaturas de indivíduos residentes em Évora e elaborados os seus estatutos em comissão encarregue de a constituir no dia 3 de Março de 1836[1].

Alçado frontal do Círculo Eborense

O seu aparecimento resultou do acompanhamento de uma moda em voga no país e na Europa do movimento dos clubes e também pela necessidade da sociedade eborense da época em transformar as formas de convivência e recriação, devido à crescente procura por recintos fechados em detrimento dos espaços públicos abertos, proporcionando simultâneamente um espaço intermédio entre a privacidade doméstica e os locais públicos, satisfazendo dessa forma os interesses e necessidades dos seus sócios, através da disponibilização dos meios de recreação e cultura, tais como os jogos de salão, bailes, reuniões familiares, concertos musicais, etc. A sua criação serviu de modelo à criação de clubes congéneres regionais[2].

Sala de festas do Círculo Eborense

A admissibilidade de sócios estava e continua a estar dependente de requisitos morais e civis e da obrigatoriedade de pagamento de uma jóia e de quotas, de forma a impor alguma selectividade, proporcionando assim a integração e identificação das elites da sociedade eborense. Foram diferenciados dois tipos de sócios, os ordinários, residentes em Évora e arredores, e os extraordinários, residentes temporários em Évora ou de outros concelhos[1].

A sua sede encontra-se localizada numa casa nobre no antigo largo das casas pintadas[2], e que é hoje a rua Vasco da Gama.

A sua estrutura orgânica actual é constituída por uma Assembleia, Direcção e Conselho Fiscal.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Archeevo

Arquivo Distrital de Évora

Estatutos Círculo Eborense 1880

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b Bernardo, Maria Ana (2001). Sociabilidade e Distinção em Évora no século XIX. O Círculo Eborense (PDF). [S.l.: s.n.] ISBN 972-762-201-1 
  2. a b Fonseca, Helder Adegar. «As elites económicas alentejanas, 1850-1870: anatomia social e empresarial» (PDF). Análise Social 
Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.