Vicente Sodré

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Vicente Sodré (Portugal, 1465? — Portugal, 1503) foi um navegador português, de status militar, primeiro capitão-mor do mar da Índia na época dos descobrimentos portugueses, chefe de esquadra, serviu ao império português no início do século XVI, responsável pelos primeiros contatos comerciais e diplomáticos na Índia (Cochim e outras regiões), e pela consolidação da presença portuguesa naquela região até o golfo pérsico, o que foi fundamental para toda a história subsequente, e a expansão até a China e Japão.

Suposto parente de Vasco da Gama foi com ele em missão especial até a Índia e noutra viagem para consolidação comercial e diplomática.

Em 2016, o International Journal of Nautical Archaeology lançou um relatório que dava conta da descoberta na ilha omanita de Al-Hallaniyah no contexto de uma escavação dos restos de um navio que provavelmente será o navio português Esmerelda. O Esmeralda, que foi descoberto em 1998, afundou-se em 1503 quando era capitaneado por Vicente Sodré. A escavação de 2013-2015 descobriu cerca de 2800 artefactos, incluindo uma raríssima moeda de prata da Índia, cunhada para o comércio luso-indiano, uma dúzia de moedas de ouro, um sino numa liga de cobre, projéteis para canhão e parte do que se julga ser um astrolábio.[1][2]

Referências

  1. Esther Addley. «Marine archaeologists discover rare artefacts at 1503 shipwreck site». the Guardian 
  2. Photograph David Mearns, National Geographic Creative. «Shipwreck Discovered from Explorer Vasco da Gama's Fleet» 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Lendas da Índia, autor: Gaspar Correia, livro primeiro, tomo I. Encontrado em formato digitalizado no site Europeana.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]