Waraos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde maio de 2017).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
Waraos
A Warao family in their canoe.jpg
População total

20.000[1]

Regiões com população significativa
 Venezuela, Guiana e Suriname
Línguas
Língua Warao
Religiões
Xamanismo

Warao é uma etnia indígena que habita o nordeste da Venezuela e norte das guianas ocidentais.[2] Suas alternativas de escritas gráficas comuns são Warao, Waroa, Guarauno[3], Guarao[4] e ou Warrau.[5] O termo Warao traduz como "povo do barco",[5] após a conexão íntima ao longo da vida dos Waraos com à água. A maioria da população é de aproximadamente 20.000 habitantes, localiza-se na região do delta do Orinoco na Venezuela, com números menores nas vizinhas Guiana e Suriname.[2] Sua língua falada é aglutinante, chamada também de Warao.[2]

Habitações[editar | editar código-fonte]

Tendo o delta sobre o rio Orinoco fértil composto de ilhas e pântanos, as habitações do povo Warao caracterizam como residências com teto de palha e cabanas construídas sobre palafitas para proteção contra inundações. Estas casas são construídas geralmente no chão mais alto para evitar as inundações anuais.[6] Às vezes, um grupo de casas é construído sobre uma única plataforma de grandes árvores. Cada cabana possui uma cozinha um forno localizado no centro, com redes cercadas para o descanso e um poço de argila. Dos outros móveis presentes às vezes geralmente são vistos certos banquinhos de madeira, às vezes esculpidos no formato de animais.

Primeiro contato com os europeus[editar | editar código-fonte]

Os Waraos do Orinoco da Venezuela oriental tiveram seus primeiros contatos com os europeus quando, logo depois de Cristóvão Colombo ter alcançado o delta do rio Orinoco,[6] Alonso de Ojeda decidiu navegar contra a corrente do rio adentro.[5] Lá, no delta, Ojeda viu as cabanas dos Waraos distintamente empoladas, equilibradas sobre as águas, tendo comparado a arquitetura semelhante em Sinamaica, de longe para o oeste e tido comparações com a cidade de Veneza, e os seus famosos canais abaixo dos edifícios;[6] este novo encontro propagou o nome de Venezuela ("pequena Veneza") para a região inteira, sendo mais tarde o nome oficial do país sul-americano.[5]

Referências

  1. «CIA - The worldfactbook (Venezuela)» (em inglês). CIA - The worldfactbook. Consultado em 10 de maio de 2010 
  2. a b c «Warao.org» (em inglês). Consultado em 10 de maio de 2017 
  3. «Guarauno». Consultado em 10 de maio de 2017 
  4. «guarao». Spanish-English Oxford dictionaries. Consultado em 10 de maio de 2017 
  5. a b c d ROBERT CLARK, Patricia (2009). Tribal Names in the Americas [Nomes Tribais das Américas] (em inglês) 50ª ed. [S.l.]: McFarland & Company. ISBN 978-0-7864-3833-4 
  6. a b c «Warao» (em inglês). Encyclopædia Britannica. Consultado em 10 de maio de 2017 
Ícone de esboço Este artigo sobre povos indígenas é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.