Watson (supercomputador)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde outubro de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Watson é a plataforma de serviços cognitivos da IBM para negócios. A cognição consiste no processo que a mente humana utiliza para adquirir conhecimento a partir de informações recebidas. Com o avanço da tecnologia, essa capacidade passa a ser integrada a sistemas que podem aprender em larga escala e ajudar a sociedade em uma série de finalidades, desde o atendimento a clientes até ao combate a doenças graves, essa solução também é chamada de inteligência artificial.

O Watson foi criado pela IBM para auxiliar profissionais, desenvolvedores, startups e empresas a construírem sistemas cognitivos que possam melhorar processos, interações e ações. Só no Brasil, já existem cerca de 30 casos de uso públicos em áreas como Saúde, Educação, Bancos, Agricultura, Cultura, entre outras. Ele foi apresentado mundialmente, em 2011, durante o programa americano de perguntas e respostas, Jeopardy! Ele foi um dos participantes e desafiou dois grandes vencedores da história do quiz. Na época, a solução apenas conseguia ler textos e responder perguntas. Hoje, já possui diferentes serviços como reconhecimento e análise de vídeos e imagem; interação por voz; leitura de grandes volumes de textos; criação de assistentes virtuais; entre outros. Esse sistema da IBM está disponível em nuvem, portanto não se trata de um supercomputador, um robô ou um hardware de grandes proporções e sim uma plataforma.  

É um sistema para o processamento avançado, recuperação de informação, representação de conhecimento, raciocínio automatizado e tecnologias de aprendizado de máquinas. [1]

De acordo com a IBM, "Mais de 100 técnicas diferentes são utilizadas para analisar a linguagem natural, identificar origem, localizar e gerar hipóteses, localizar e marcar evidências e juntar e rankear hipóteses." [2]

Em Novembro de 2014 o presidente da IBM Portugal, António Raposo de Lima afirmou que o Watson, que é fluente em tratamento e validação de dados e de reconhecimento da linguagem natural e, ainda irá ter a versão em português o que fará com que a maquina se comunique com o pessoas que utilizam esta língua.[3]

Software[editar | editar código-fonte]

O Watson usa o software IBM DeepQA e o framework Apache UIMA (Unstructure Information Management Architeture). O sistema foi escrito em diversas linguagens de programação, incluindo Java, C++ e Prolog, e roda no sistema operacional SUSE Linux Enterprise Server 11 utilizando o framework Apache Hadoop para a computação distribuida.[4]

Hardware[editar | editar código-fonte]

O sistema do Watson pretende otimizar a carga de trabalho que temos diariamente, nesse sentido, o computador integra processadores POWER7, criados com a tecnologia IBM's DeepQA, que é usada para gerar hipóteses, juntar evidencias e analisar dados. Em média, o Watson consegue processar 500 gigabytes, o equivalente a um milhão de livros por segundo. [5]

Data[editar | editar código-fonte]

As fontes de informação do Watson são enciclopédias, dicionários, artigos e trabalhos literários. Para além disso o Watson também usa bases de dados, ontologias e taxonomias. Como fonte de informação foi usado especialmente o DBPedia, o WordNet, e o Yago. [6]

Atuais e possíveis aplicações[editar | editar código-fonte]

  1. Saúde - no suporte de decisões clinicas. [7]
  2. Educação - parcerias estabelecidas com a Pearson Education, Blackboard, Sesame Workshop, e a Apple.[8][9]
  3. Previsão meteorológica - em Agosto de 2016, a IBM assumiu que iria usar o Watson para a previsão da meteorologia. [10]

Referências

  1. «The DeepQA Research Team» 
  2. IBM (February 2011). «Watson - A system designed for Answer White Paper». Watson – A System Designed for Answers: The future of workload optimized systems design  Verifique data em: |data= (ajuda)
  3. [1] Supercomputador Watson vai ter versão portuguesa
  4. «How to replicate Watson hardware and systems design for your own use in your basement» 
  5. «How IBM's Watson Computer Excels at Jeopardy! | Retort». Retort (em inglês). 14 de fevereiro de 2011 
  6. «The AI Behind Watson — The Technical Article». www.aaai.org. Consultado em 9 de novembro de 2017 
  7. «IBM Watson». www-03.ibm.com (em inglês). 11 de abril de 2012. Consultado em 9 de novembro de 2017 
  8. «A professor built an AI teaching assistant for his courses — and it could shape the future of education». Business Insider (em inglês) 
  9. «Blackboard, Pearson join IBM's ecosystem to bring Watson technology to higher ed» 
  10. «IBM's Watson Takes On Yet Another Job, as a Weather Forecaster». Smithsonian (em inglês)