Xerém (músico)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Pedro de Alcântara Filho, conhecido por Xerém (Baturité, 5 de agosto de 1911 - Rio de Janeiro, 1982) foi um cantor e compositor brasileiro.

Foi o primeiro compositor a utilizar a palavra Forró em uma composição, sendo, por essa razão, considerado por muitos como o pai do forró.

Biografia[editar | editar código-fonte]

A partir de 1926 integrou a Troupe de Crianças Pequenas Edson, apresentando-se em circos e teatros pelo Brasil.

Em 1937, já radicado no Rio de Janeiro, compôs Forró na roça com o compositor Manoel Queiroz, componente de seu primeiro disco gravado.[1]

A partir de 1939 passou a fazer parceria com o compositor Bentinho, com o qual gravou algumas de suas composições.

Fez parcerias, também, com De Moraes e Pequeno Edson.

Participou dos filmes:

  • Abacaxi azul (1944);
  • Fogo na canjica (1947);
  • Eu quero é movimento (1949).

Referências

  1. Um documento da Associação Cearense do Forró, intitulado Reflexão sobre o Forró, reivindica o pioneirismo deste disco de cera, muito anterior ao primeiro Rei do Baião, Luiz Gonzaga, Forró do Mané Vito (1949).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]