Ágio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde abril de 2009).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Ágio é um valor adicional cobrado em operações financeiras.

No Brasil[editar | editar código-fonte]

É o valor que se paga a mais do que o preço que estava previamente estipulado.No Brasil houve uma maior incidência desta pratica na segunda metade dos anos 80 com o lançamento do Plano Cruzado (1986). Com o proposito de conter a inflação, que naquela época, atingia índices alarmantes, o Governo optou por, entre outras medidas, tabelar os preços dos produtos, nivelando-os de médio para baixo, causando de imediato a insatisfação dos fornecedores e comerciantes, que perderam a sua possibilidade de barganha, pratica comum num mercado essencialmente capitalista. Em consequência os produtos foram retirados do mercado. Com a escassez de produtos, não restava outra possibilidade para o consumidor a não ser o pagamento do ágio, e em decorrência a insatisfação deste também. Hoje ainda persiste a pratica de pagamento do ágio, principalmente quando se adquire produtos importados, raros ou de difícil oferta, já tido como quase normal nos mercados capitalistas.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre economia é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.