Advanced Photo System

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Rolo de IX240.
Indicadores de um rolo IX240.

O Advanced Photo System, ou APS, é um sistema resultante de uma join venture das empresas Canon, Fujifilm, Kodak, Minolta e Nikon que decidiram envidar esforços conjuntos no sentido de informatizar o processo fotográfico, estabelecendo um novo padrão para a fotografia e, ao mesmo tempo, consolidando os avanços técnicos e tecnológicos alcançados no decorrer do empreendimento. O APS foi apresentado ao público oficialmente em 22 de abril de 1996.

O nome comercial IX (como o IX da linha Advantix) foi dado para o APS. Apesar da sua tecnologia avançada, a linha IX teve uma existência efêmera. Perdeu mercado para as câmeras digitais compactas, que se tornavam cada vez melhores e mais acessíveis rapidamente. Em 2004, o IX sofreu descontinuidade, quando a Kodak deixou de fabricar câmeras e filmes Advantix.

Permaneceu a visão sistêmica do APS, que foi integrada, mais tarde (e com melhoramentos), à fotografia digital. Outra herança do APS é o tamanho APS-C (25,1 x 16,7 mm), aproveitado no design de câmeras SLR digitais para amadores avançados (prosumer, em inglês).

Detalhes[editar | editar código-fonte]

O "Sistema Avançado de Fotografia" não foi apenas o fruto do consenso em torno de um filme de bitola reduzida; a renovação se deu em escala mais ampla, pois se introduziram novidades em técnica fotográfica em todos os aspectos, destacando-se a capacidade de trocar de dados.

Os produtos desenvolvidos em conformidade com o APS levavam o nome Advantix, ou simplesmente IX, onde IX queria significar capacidade de trocar informações (Information eXchange).

Filme[editar | editar código-fonte]

O filme Advantix é um filme negativo, com 24 mm de largura, em base de naftalato de polietileno (A-PEN), com emulsões melhoradas para fotos tamanho 30,2 x 16,7 mm, e acondicionada em cartucho especialmente compacto. O filme também inclui pistas ótica e magnética para gravação de dados que tornam possível a comunicação câmera→ filme→ laboratório. O filme é mantido dentro do cartucho depois da revelação para efeito de pós-processamento.

O APS oferece três opções de formato:

  • H para "HDTV" (30,2 x 16,7 mm; relação 16:9; tamanho típico de impressão 4 x 7")
  • C para "Classic" (25,1 x 16,7 mm; relação 3:2; tamanho típico de impressão 4 x 6")
  • P para "Panoramic" (30,2 x 9,5 mm; relação 3:1; tamanho típico de impressão 4 x 12")

Câmeras[editar | editar código-fonte]

Uma câmara Nikon Pronea 600i, sistema APS.

O APS possibilitou o projeto de câmeraa compactas especialmente pequenas e rápidas capazes de executar mais e novas funções. Por exemplo, as câmeras Advantix possibilitam intercambiar cartuchos nas câmeras ter terminado o filme, quer dizer, pode-se usar diferentes sensibilidades ISO, escolher entre filme B&P ou a cores, ou trocar de câmera). Outras opções são a escolha de diferentes formatos de fotos (H,C ou P).

Os fabricantes de câmeras desenvolveram câmeras SLR Advantix com carcaça que recebem objetivas desenhadas para a linha de câmeras 35 mm. O corte da imagem entre o formato APS e o 135 mm é de cerca de 1,25X para o APS-H, e de 1,5X entre o formato APS-C e o 135 mm.

As câmeras SLR digitais também são desenhadas para receber objetivas de câmeras 35 mm, inclusive das câmeras SLR analógicas.

Revelação[editar | editar código-fonte]

Câmeras APS têm a opção de gravar informações sobre a banda de 24 mm na forma de informações óticas (IX ótico) e magnéticas (IX magnético). As informações gravadas na pista ótica necessitam ser reveladas. O bureau devolve o filme revelado no cartucho, com uma cópia índice, com todas as fotos aparecendo em miniatura na cartela, devidamente indexadas. e demias configurações aps

Pós-revelação[editar | editar código-fonte]

Os filmes Advantix podem ser processados num minilab digital sem a intervenção direta do laboratorista. Por exemplo: um algoritmo de minilab, face à informação de que o flash foi usado na foto, pode minimizar a influência das áreas de sombras profundas. A quantidade de cópias e o seu tamanho, e um título para a foto, podem ser introduzidos no IX magnético pelo atendente do bureau.

Saída impressa em tamanho 4 x 5" (10 x 13 cm) é a recomendada. Uma saída em tamanho 8 x 10" (20 x 25 cm) já começa a apresentar falta de resolução.

Em 2007, os minilabs digitais já tinham sido redesenhados para revelação de imagens digitais e preparados para atender a uma redução na demanda de cópias por processo químico. Seus concorrentes diretos são as impressoras inkjet, mas a impressão doméstica continua muito dispendiosa, uma razão básica para a sobrevida dos minilabs.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]