Ahmed Al Safi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Ahmed Al Safi ((em árabe)احمد الصافي), nascido em Diwaniya, Iraque, em 1971, é um pintor e escultor formado pela Academia de Belas Artes de Bagdad, ganhador do premio Ismail Fatah Al Turk para jovens escultores em 2000.

A arte de Ahmed Al Safi reflete as preocupações da geração de artistas iraquianos da década de 1990, que viviam sob embargo internacional e sob o regime ditatorial do país. Durante todo o período do embargo[1] , Al Safi fez pinturas e esculturas em seu estudio de Bagdá, tendo sua obra se tornado parte de coleções de diplomatas extrangeiros e outros visitantes dos países Ocidentais, assim como de colecionadores do Oriente Médio[2] .

É conhecido por suas figuras atenuadas, moldadas em bronze. Nas esculturas de Al Safi, as representações de homens parecem se esforçar por voar, saltar ou equilibrar em poleiros precários, talvez refletindo o complexo ato de equilibrio moral requerido de tantos iraquianos durante o reinado de Saddam Hussein. Seu trabalho também aborda temas vinculados à antiga cultura da Mesopotâmia, incluindo motivos agrícolas e relacionados à pesca.

Al Safi vive na França desde 2005.

Referências

  1. Stephen Farthing - 501 GRANDES ARTISTAS - UM GUIA ABRANGENTE SOBRE OS GIGANTES DAS ARTES -pag 626- Editora:SEXTANTE 2010- ISBN: 9788599296547
  2. Mumford, Steve: "Baghdad Journal, An Artist in Occupied Iraq", page 151. Drawn and Quarterly Press, 2005

Ligações externas[editar | editar código-fonte]