Bewitched

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Bewitched
Casei com uma Feiticeira (PT)
A Feiticeira (BR)
Bewitched.jpg
Logotipo da série
Informação geral
Formato
Duração 30 minutos
Criador(es) Sol Saks
País de origem  Estados Unidos
Idioma original inglês
Produção
Produtor(es) Danny Arnold's Entertainment, Inc. and An Ashmont Production
Produtor(es)
associado(s)
Screen Gems
(Sony Pictures Television)
Elenco Elizabeth Montgomery
Dick York
Dick Sargent
Agnes Moorehead
David White
Erin Murphy
Exibição
Emissora de
televisão original
Estados Unidos ABC
Portugal RTP2
Brasil Rede Excelsior, Rede Globo, Rede Bandeirantes, Rede Record, Rede 21 (não é exibido atualmente), Rede Brasil de Televisão, Nickelodeon, TCM
Formato de exibição 35 mm
Cor (Todas as temporadas)
Transmissão original 1 de Julho de 1972
N.º de temporadas 8
N.º de episódios 254

Bewitched (A Feiticeira (título no Brasil) ou Casei com uma Feiticeira (título em Portugal)) foi uma série de televisão americana transmitida de 1964 a 1972.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Samantha e James seriam um típico casal americano se não houvesse um detalhe inusitado: Samantha tem o poder de fazer mágica com uma simples torcidinha do nariz. E o marido James, um publicitário atrapalhado, também tem características incomuns, apesar de não ter nenhum poder excepcional. Quando descobre os dons da jovem esposa prefere ignorá-los, sem jamais contar com eles na solução dos seus problemas. Ele segue trabalhando duro, levando bronca do chefe, sem pedir ajuda a sua bruxinha particular. Já Samantha, fiel a sua origem, está sempre tentada a usar todos os seus poderes, para facilitar a vida do casal.

Mas o amor fala mais alto e para não desagradar ao marido a feiticeira vive driblando sua natureza de bruxa. O resultado desse conflito permanente é uma sucessão de situações complicadas, surpreendentes e muito divertidas.

James se irrita com as magias da mulher e principalmente com as interferências de Endora, que além de sogra é uma terrível bruxa, sempre importunando a vida do casal. Eles tem dois filhos, a esperta bruxinha Tabatha, que segue os passos da mãe na magia e Adam, o filho mortal. A vida do casal é compartilhada com outros personagens encantadores, como a Tia Clara, a esquecida babá das crianças, Esmeralda, Gladys Kravitz, a vizinha bisbilhoteira e Abner, seu marido distraído, Serena, a prima biruta de Samantha e Larry Tate, o chefe de poucos escrúpulos de James, Arthur; o tio palhaço de Samantha. [1]

Elenco[editar | editar código-fonte]

O trio protagonista em 1964

Dublagem Brasileira[editar | editar código-fonte]

A Feiticeira foi totalmente dublada nos estúdios da Arte Industrial Cinematográfica, em São Paulo, contando com profissionais de primeira. Essa dublagem original felizmente foi conservada, e agora eternizada com o lançamento da série completa em DVD.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Seções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.
Elizabeth Montgomery no papel de Serena (1968), a prima amalucada de Samantha
Samantha ao lado do hilário Tio Arthur em 1968, um dos mais famosos personagens da série
Serena com Tabhita, filha de Samantha, em episodio de 1971
  • No Brasil, a série estreou na TV Paulista em 1965, passando depois pela TV Excelsior, TV Record, TV Bandeirantes, RedeTV!, Rede 21 e Rede Brasil de Televisão. Em Portugal a série foi transmitida na RTP e já foi re-transmitida muitas vezes desde aí.
  • As duas primeiras temporadas foram produzidas em preto-e-branco, colorizadas depois por computador.
  • O ator Dick York, que interpretou Darrin (James, no Brasil), o marido da feiticeira nas primeiras cinco temporadas da série, teve de ser substituído por seu xará Dick Sargent porque sofria de terríveis dores na coluna, que podiam ser aliviadas com remédios mas que às vezes eram tão violentas que impossibilitavam o ator de filmar os episódios. A troca de intérpretes do protagonista masculino foi feita sem qualquer aviso aos telespectadores. Depois, Dick York voltaria a fazer participações em séries, como "A Ilha da Fantasia".
  • Tanto Dick York quanto Dick Sargent morreram com 64 anos.
  • Dick Sargent era homossexual, mas embora o relacionamento com Samantha tenha esfriado sutilmente, as platéias da época não perceberam essa mudança.
  • A estrela da série, Elizabeth Montgomery, e o produtor, William Asher, eram casados. Conta-se que certa vez, quando Elizabeth estava caracterizada como Serena, a sensual prima de Samantha, depois da filmagem os dois foram direto para um quarto, sem que a atriz se desfizesse da roupa da personagem.
  • Elizabeth ficou marcada para sempre no imaginário do público como a mulher bondosa e linda que se desdobrava para cuidar de uma casa, dos dois filhos, do marido e ainda por cima lidar com uma família de feiticeiros, um mais maluco que o outro. Após o fim da série, em 1972, ela atuou em filmes como "A Senhora Sundance" e "Amos", mas o estigma de Samantha a perseguiria para sempre.
  • Os atores principais de "A Feiticeira" já são todos falecidos: Dick York em 1992, Elizabeth Montgomery em 1995, Dick Sargent em 1994, Agnes Moorehead em 1974 e David White em 1990. Na verdade, praticamente todos já faleceram, exceto o ator que vivia o Dr. Bombay, e os pares de gêmeos que interpretaram Tábatha e Adam.
  • Há uma atriz de filmes pornográficos que usa o nome "Tabitha Stevens", mas não se trata da mesma que, criança, era a filha do casal Darrin e Samantha na série. A personagem (no Brasil chamada Tabatha) foi interpretada pelas irmãs gêmeas Erin e Diane Murphy. Na época, uma lei americana obrigava que crianças usadas como atrizes tinham de ser gêmeas e revezadas para evitar exaustões.
  • Em 2004, a rede de televisão TBS fez uma versão japonesa de Bewitched chamada Okusama wa Majo (também conhecida como Bewitched in Tokyo), estrelando Ryoko Yonekura e Taizo Harada.
  • Em 2005, chegou aos cinemas uma versão que levou o título de "Casei com uma feiticeira" (pt) ou "A feiticeira" (br), com Nicole Kidman, Will Ferrell, Shirley MacLaine e Michael Caine nos papéis principais. O filme não conseguiu repetir o sucesso da série, mas foi até nostálgico para os fãs. O filme teve o orçamento de 85 milhões de dólares.
  • Em 1977, foi lançada a minissérie Tabitha, spin-off de "Bewitched" estrelada pela filha de Samantha. Quase nenhum ator repetiu seu papel na minissérie, Tabitha e Adam moravam com sua Tia Minerva (personagem nunca mencionada na série anterior).
  • A RedeTV! exibiu "A Feiticeira" desde a sua fundação, em 1999, até abril de 2007, quando saiu do ar e não mais voltou. Em alguns anos, chegou a ser exibida em horário nobre, juntamente com Jeannie é um Gênio, que saiu do ar por volta de 2002. Em 2007 e 2008, a série foi exibida por emissoras menores (emissoras locais): primeiramente na Rede 21 e na Rede Brasil de Televisão. Apesar disso, os fãs ainda torcem para que a RedeTV! volte a exibir "A Feiticeira", mesmo que sendo como tapa-buraco na programação.
  • No piloto exibido no Brasil, a abertura do programa chamava a série de "As Feiticeiras", um erro comum do tradutor, que não pôde ver o episódio antes de começar a dublagem. (Fonte: Almanaque dos Seriados ISBN 8500020725)
  • As então novatas Helen Hunt e Jodie Foster foram testadas para serem Tábatha. (Fonte: Almanaque dos Seriados ISBN 8500020725)
  • A prima Serena também era interpretada por Elizabeth Montgomery, só que usando uma peruca morena e o pseudônimo artístico de Pandora Spocks. (Fonte: Almanaque dos Seriados ISBN 8500020725)
  • A famosa torcida no nariz foi invenção da própria Elizabeth Montgomery, num tique descoberto pelo seu marido durante uma conversa. Aliás ela não mexia o nariz, e sim a parte superior do lábio, causando o movimento do nariz. (Fonte: Almanaque dos Seriados ISBN 8500020725)
  • Todos os nomes das personagens que são feiticeiras, na série, são terminados com a letra 'A'.
  • A série foi gravada com risos, mas na versão para DVD e na televisão os risos não aparecem.
  • Há um Livro que Herbie Pilato criou e chama-se (em português) "A Feiticeira Para Sempre".
  • A Sony Pictures atualmente já lançou as 8 temporadas em DVD.

Exibições atuais da série no Brasil[editar | editar código-fonte]

Na TV aberta, A Feiticeira foi exibida na Rede Brasil de Televisão há alguns meses, mas, em rede nacional, a série está fora do ar desde que a RedeTV! deixou de exibi-la, em abril de 2007.

Na TV paga, a série foi exibida pelo canal Nickelodeon, no bloco noturno Nick at Nite, mas desde o dia 5 de Abril de 2010, quando o bloco foi reformulado a série não foi mais exibida, sendo retirada do canal como muitas outras séries de sucesso como Agente 86 e a Família Addams. Porém a série Jeannie é um Gênio ainda é exibida diariamente. A Feiticeira foi exibida novamente no canal Nickelodeon na sua maratona de Halloween às 01h30min e às 06h, mas depois nunca mais foi exibida no canal. Hoje a série é exibida pela tv Nova Nordeste .Atualmente exibida na TV BRASIL.

Referências

  1. Nicknames. Bewitched @ Harpies Bizarre. Página visitada em 2009-05-25.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]