Biota (ecologia)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Biota)
Ir para: navegação, pesquisa

Biota (do grego βίος, bíos = vida) é o conjunto de todos seres vivos de um determinado ambiente ou de um determinado período. Pode ser empregado em múltiplas escalas, referindo-se desde o conjunto de organismos em um habitat particular (e.g., biota do rio Amazonas) até o conjunto de todos organismos da Terra, a biota que compõe a biosfera. Em seu sentido mais abrangente, biota é a esfera da vida, como equivalente biológico às esferas abióticas que compõe a biosfera (litosfera, hidrosfera, criosfera e atmosfera).[1]

O termo foi primeiro empregado em seu sentido atual no início do século XX, sendo proposto formalmente por Leonhard Stejneger em 1901:[2]

"O autor, como muitos outros escritores sobre temas semelhantes, sentiu a necessidade de um termo abrangente para incluir tanto a fauna quanto a flora, que não só irá designar o total de vida animal e vegetal de uma determinada região ou período, mas também qualquer tratado sobre o animais e plantas de qualquer área geográfica ou período geológico. Eu sugiro Biota como tal termo, não só porque o seu significado original abarca a definição acima, mas também devido à sua brevidade e relação óbvia com o termo "biologia", abrangendo a Zoologia e a Botânica." [nota 1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas

  1. À época da publicação, todas as formas de vida eram divididas entre animais e plantas no sistema de Linnaeus ou entre animais, plantas e protistas no sitema de Haeckel. Veja reino para maiores informações.

Referências

  1. Margulis, l.; Chapman, M. J. Cinco Reinos: um Guia Ilustrado dos Filos da Vida na Terra. 1. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2001. 524 pp. ISBN 8527706350.
  2. Stejneger, L. (fevereiro de 1901). Scharff's History of the European Fauna (PDF) (em inglês). The American Naturalist 35 (410): 87-116. Chicago: University of Chicago Press. DOI:10.2307/2454249. ISSN 0003-0147.