Carga fantasma

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Uma carga fantasma é um dispositivo para simular uma carga elétrica, geralmente para fins de testes e/ou medidas.

Rádio[editar | editar código-fonte]

Nos transmissores, uma carga fantasma (dummy antenna) é um dispositivo usado para substituir as antenas, durante testes e ajustes, para evitar emissões indesejáveis de radiação eletromagnética, bem como se evitar danos ao equipamento transmissor.

Durante testes e ajustes, quando a carga fantasma é conectada no lugar da antena durante as transmissões, evita-se que o transmissor cause interferência eletromagnética com outros rádios transmissores/receptores.

Se um transmissor é testado sem nenhum tipo de carga conectada, tal como uma antena ou carga fantasma, o transmissor poder ficar danificado. Também, se um transmissor é ajustado sem nenhuma carga, ele terá um comportamento diferente quando conectado a uma carga, e assim os ajustes realizados estarão incorretos.

Uma carga fantasma deverá ser uma resistência pura, ou seja, sem características indutivas ou capacitivas. O valor da resistência deverá ser o mesmo da impedância da antena e da linha de transmissão (geralmente, cabo coaxial), que normalmente possuem valores de 50 Ω (mais utilizado) ou 75 Ω.