Competência (informacional)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wikitext.svg
Este artigo ou seção precisa ser wikificado (desde janeiro de 2012).
Por favor ajude a formatar este artigo de acordo com as diretrizes estabelecidas no livro de estilo.
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde maio de 2010)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.

O termo competência surgiu quando o homem sentiu a necessidade de saber controlar a produção e os trabalhadores individuais numa era onde a informação ganha uma importância primordial, tendo que reconhecer os valores adquiridos e as competências individuais de cada pessoa, no seu posto de trabalho, e no modo de gestão de qualificação.

O desenvolvimento desta palavra se deu nos anos 80, por ter sido um período que estava se propondo regras de qualificação nas empresas para se empregar, tendo assim o termo competência um destacamento explicito que se relacionava diretamente com o termo responsabilidade. Nos anos 90, época onde estava tendo uma racionalização referente a conceitos e as modificações ocorridas no trabalho, devido à alta produção, o termo competência procurava métodos que o sustenta e que viesse a lhe expandir, houve com isso as realizações das primeiras pesquisas. Isso se intensificou e era motivo para grandes debates sociais, tomando assim o lugar da gestão de recursos humanos.

A palavra competência é hoje uma nova maneira de qualificar um individuo, tratando-se da qualificação do trabalho ou emprego. Com isso as empresas promoveram o surgimento das recompensas, ou podem-se dizer das variáveis, que dispõe para os trabalhadores que melhor se sobre sai no trabalho, ou seja, é uma pessoa competente. A cada dia o modo de trabalho vem se modificando devida essa nova evolução, ou seja, esse termo acompanhou as grandes fases históricas, no que diz respeito ao trabalhador, vindo desde a mão-de-obra, a própria natureza do trabalho.

O significado de competência se evolui também cada era[necessário esclarecer], sendo o período da Idade Média caracterizado pelo poder judiciário, como o julgamento de certas questões abordada pelas instituições, já com o passar do tempo foi caracterizada pelo significado da capacidade de alguém e o seu reconhecimento, depois deste significado veio outro que trabalha com a linguagem empresarial e prevalece até hoje, que seria a capacidade de um indivíduo de realizar determinados trabalhos. Nestes últimos anos[quando?] vem se intensificando o estudo desta palavra, pois estamos presenciando as novas tecnologias de informação e comunicação, tendo assim em muitas empresas trabalhadores que precisa se reciclar em relação a estas novas evoluções.

Tipos de classificação de competência[editar | editar código-fonte]

Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.

A palavra competência é classificada em técnicas e em diferentes níveis, as técnicas são:

  • Competência Interpessoais: são processos interpessoais, onde o ser humano é analisado pelo seu comportamento, suas habilidades e pela sua capacidade de cooperação, numa empresa.
  • Competência Conceituais: o individuo é analisado pela sua criatividade, eficiência a solução de problemas e das habilidades de detectar as oportunidades e problemas potenciais.

A competência em diferentes níveis é caracterizada em:

  • Competência Individuais: refere-se aos trabalhos pessoais, ou seja, como conjunto de conhecimento de cada individuo, colocando-se em prática suas habilidades e atitudes. É ligada a competência interpessoais.
  • Competência Organizacional: são valores atribuídos às empresas, que proporciona vantagens competitivas, tendo-se a combinação de aptidões, e isso faz com que a clientela tenha nas mãos o poder de decisão.

Competência Informacional[editar | editar código-fonte]

Nas últimas décadas do século XX, o homem avançou com o sistema de informatização permitindo assim uma maior utilização da informação, ou seja, vem buscando o seu próprio desenvolvimento. E a partir dessas evoluções surgiu o termo competência informacional, estando relacionada a método e técnicas das fases que compõe o ciclo informacional.

A competência informacional está ligada às habilidades que há no ato da mediação de alguma informação. Isso corresponde ao profissional que trabalha diretamente com a informação, tendo este profissional que passar a informação com qualidade, e de acordo com a necessidade do usuário, é caracterizado então um profissional com competência informacional, estando neste momento em atualização do que se passa no mundo.

A competência informacional esta ligada diretamente as organizações, fazendo com que as pessoas estejam mais preparadas para usar a informação que lhe foi concedida, e então exercer as funções que requer na organização. Temos assim uma competência informacional individual, pois depende do potencial de cada individuo para realizar as atividades que demanda a organização, e então com a cooperação de cada trabalhador, as empresas traçaram objetivos para se diferenciar e melhorar no mercado a sua competitividade.

O exemplo deste termo visualiza o bibliotecário, pois tem como objetivo lidar com a informação, agregando hoje no mercado as novas tecnologias da informação bem como a gestão organizacional do mercado que é a propulsora das principais modificações no perfil deste profissional, ou seja, o bibliotecário precisa de habilidades e conhecimento sobre o assunto para repassar e estar mais bem preparado para atender os usuários que requer informações pertinentes para contribuir com a necessidade do usuário, possuindo assim competência informacional individual, pois atendeu de forma com que o usuário saísse com a informação necessária.

Papel do bibliotecário em meio a competencia informacional[editar | editar código-fonte]

  • Caregiver – Apoiar a aprendizagem individualizada, auxiliando cada aluno em suas necessidades especificas, respeitando seu estilo de aprendizagem.
  • Orientador – Estimular a aprendizagem levando o aluno a buscar as fontes, estratégias e respostas para suas necessidades.
  • Elo (Conector) – Conectar os alunos com as idéias concretizadas no universo dos recursos informacionais disponíveis.
  • Catalisador – Colaborador no planejamento curricular e facilitador da aprendizagem, por ter uma visão global da aprendizagem em todas as áreas.

Habilidades informacionais[editar | editar código-fonte]

  • De solucionar problemas,
  • De aprender independentemente,
  • De aprender ao longo de toda a vida,
  • De aprender a aprender, de questionamento,
  • De pensamento lógico
  • De acessar a informação de maneira eficaz e eficiente
  • de avaliar a informação com criticidade e competência
  • de usar a informação de maneira precisa e criativa
  • de buscar a informação conforme suas necessidades informacionais
  • de apreciar a literatura enquanto forma de expressão crítica e criativa
  • de buscar respostas pertinentes a suas necessidades de informação e de conhecimento
  • de reconhecer a importância da informação como elemento base de uma sociedade igualitária
  • de agir eticamente em relação ao uso da informação
  • de contribuir para sociedade ao produzir informação[1]


Referências

  1. Bernadete Campello. . "A escolarização da competência informacional". Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação. Página visitada em 17/08/2014.
  • CUNHA, Miriam Vieira da. Perfil do profissional da informação frente às novas tecnologias. Biblioteconomia em Santa Catarina, Santa Catarina, v.5, n.5, 2000.
  • MIRANDA, Silvânia Vieira. Identificando competências informacionais. Ciência da Informação, Brasília, v.33, n.2, p.112-122, 2004.
  • Disponivel em: <http://biblioteconomiahoje.blogspot.com/>. Acesso em: 07 nov. 2010
Ícone de esboço Este artigo sobre Biblioteconomia e Ciência da Informação é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.