Corrida impulsionada

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Corrida impulsionada (run batted in) ou RBI é uma estatística usada no beisebol para creditar um batedor quando a rebatida de sua vez no bastão resulta numa corrida sendo anotada, exceto no caso de um erro.[1] [2] [3] [4]


Regras da MLB[editar | editar código-fonte]

O livro de regras oficial da Major League Baseball determina:

(a) O anotador oficial creditará o batedor com uma corrida impulsionada para toda corrida marcada

(1) não ajudada por um erro e como parte de uma jogada começada pela rebatida válida do batedor (incluindo o home run do batedor), bunt de sacrifício, fly de sacrifício, eliminação no campo interno ou escolha do defensor, a menos que a Regra 10.04(b) se aplique;

(2) por razão do batedor tornar-se um corredor com as bases lotadas (por causa de uma base por bolas, um prêmio de primeira base por ter sido tocado por uma bola arremessada ou por interferência ou obstrução); ou

(3) quando, antes de duas eliminações, um erro é cometido numa jogada na qual um corredor na terceira base normalmente marcaria.

(b) O anotador oficial não creditará uma corrida impulsionada

(1) quando o batedor bata para uma queimada dupla forçada ou uma queimada dupla forçada reversa; ou

(2) quando um defensor é penalizado com um erro porque o defensor errou um lançamento para a primeira base que teria completado uma queimada dupla forçada.

(c) O juízo do anotador oficial deve determinar se uma corrida impulsionada será creditada para uma corrida marcada quando um defensor retém a bola ou lança-a para a base errada. Ordinariamente, se o corredor continua avançando, o anotador oficial deve creditar uma corrida impulsionada; se o corredor pára e arranca novamente quando o corredor nota o mau lance, o anotador oficial deve creditar a corrida como marcada na escolha do defensor.


Críticas[editar | editar código-fonte]

A visível importância da RBI é mostrada pelo fato dela ser uma das três categorias que compõe a tríplice coroa. Além do mais, RBIs na carreira são freqüentemente citadas em debates sobre quem deve ser eleito para o Salão da Fama. Contudo, críticos argumentam que RBIs são melhores para medir a qualidade da escalação do que a do próprio jogador, já que é o número de homens em base que determina o número de RBIs que um jogador pode ter. RBIs são casuais na quantidade e proporção de oportunidades dadas ao jogador.

Referências

  1. Barbara Ann Kipfer. Word Nerd: More Than 18,000 Fascinating Facts about Words. [S.l.]: Sourcebooks, Inc, 2007. Página visitada em 12 de março de 2013.
  2. Steven Pinker. Words and Rules: The Ingredients of Language. [S.l.]: HarperCollins, 2011. Página visitada em 12 de março de 2013.
  3. Bryan Garner. Garner's Modern American Usage. [S.l.]: Oxford University Press, 2009. Página visitada em 12 de março de 2013.
  4. Sox try to stay clear of big hitters PCL team doesn't want to compete with Broncos, AFA The Gazette. Página visitada em 12 de março de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]