Edições 70

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

As Edições 70, são uma editora livreira portuguesa.

História[editar | editar código-fonte]

As Edições 70 surgiram no início da década de 1970. Os seus primeiros quatro anos, anteriores ao 25 de abril de 1974, a editora esteve quase a desaparecer, devido à apertada vigilância exercida pela Censura, que levou à apreensão de diversas obras, levando a editora a sofrer elevadas perdas financeiras.

Com o 25 de abril de 1974, e a abertura cultural, surgiram novos e ambiciosos projectos que se concretizaram nos anos seguintes.

Em 1976, iniciaram um processo de intensa cooperação com os PALOP (Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa) permitindo a divulgação de muitas obras e autores desses países.

A partir de 1978, começaram a lançar várias colecções, que ainda hoje constituem a imagem de marca da editora e, através das quais, consagraram a sua vocação no âmbito das ciências humanas. Colecções como “O Lugar da História”, “Perspectivas do Homem”, “Arte & Comunicação”, “Biblioteca Básica de Filosofia” e “Textos Filosóficos”.

Em 2005, as Edições 70 juntaram-se ao Grupo Almedina, alargando o seu catálogo, podendo continuar, como há mais de três décadas, a reivindicar o seu lema “Por uma cultura viva e livre”.

Referências[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]