Efeito Sylvia Plath

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Efeito Sylvia Plath é um termo cunhado pelo psicólogo James C. Kaufman, em 2001, para se referir ao fenômeno de que escritores criativos são mais suscetíveis a doença mental. O trabalho de Kaufman demonstra que poetas mulheres tendem a sofrer alguma doença mental mais do que qualquer outra classe de escritores.[1] Este estudo tem sido discutido em muitas publicações internacionais, inclusive o New York Times[2] , sendo consistente com outras pesquisas psicológicas.[3]

O efeito foi nomeada a partir da poetisa americana Sylvia Plath, que cometeu suicídio aos trinta anos de idade.

Referências

  1. Kaufman, J. C. (2001). The Sylvia Plath effect: Mental illness in eminent creative writers. Journal of Creative Behavior, 35 (1), 37-50
  2. Lee, F. R. (April 24, 2004). Going early into that good night. New York Times, Arts p, 1, 4.
  3. Ludwig, A. M. (1995). The price of greatness. New York: Guilford Press

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre psicologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.