Endotélio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde setembro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Anatomy artery.png

O endotélio pode ser considerado como o maior órgão endócrino do corpo[1] . Produz uma vasta gama de substâncias de caráter hormonal, com funções vasoconstritoras e vasodilatadoras, assim como importantes moduladores da hemostasia.

Constitui a camada celular interna dos vasos sanguíneos. Tem importante participação na fisiologia animal, modulando funções variadas, como inflamação, coagulação, controle de fluxo sanguíneo local. O endotélio é formado por um único estrato de células achatadas sendo, portanto, classificado como epitélio simples pavimentoso.

Para além das funções de revestimento e delimitação, o endotélio apresenta outras funções, importantes do ponto de vista fisiológico. Funciona como uma membrana semipermeável, regulando o tráfego de moléculas, mas apresenta também funções de síntese e de metabolismo de diversas substâncias.

A sua ação traduz-se, principalmente, no controle do fluxo sanguíneo, na regulação da resistência vascular e na modulação das respostas imunitárias e inflamatória.

A nível arterial, as células endoteliais formam a camada mais interna, a designada túnica íntima.

Como exemplos da atividade bioquímica do endotélio, podem-se referir a intervenção no metabolismo de substâncias vasoativas como a angiotensina I e angiotensina II, a inativação da bradicinina, serotonina e noradrenalina, a formação de prostaglandinas, produção de antigénios e a intervenção, a diversos níveis, no processo de coagulação do sangue, por exemplo, através da produção de trombomodulina.

Como exemplo de substâncias vasodilatadoras produzidas pelo epitélio, podem-se mencionar a prostaciclina e o óxido nítrico.

As células endoteliais produzem ainda diversas moléculas que atuam estimulando a formação de novos vasos sanguíneos e a reparação dos danificados.

Ícone de esboço Este artigo sobre Biologia celular é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. http://www.bibliomed.com.br/book/showdoc.cfm?bookid=218&bookcatid=-1&bookchptrid=13610&titulo=capitulo-1-o-coracao-como-orgao-endocrino.html