Fórceps odontológico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Fórceps odontológico ou boticão é um instrumento cirúrgico utilizado pelo cirurgião-dentista (médico-dentista em Portugal) para auxiliar (juntamente com outros instrumentos) a extração de dentes e de suas raízes.[1] O nome dado a esse procedimento é exodontia, empregado quando se esgotam as opções para manter o órgão dentário em seu alvéolo ou a permanência do dente torna-se um empecilho à manutenção da saúde.

Os fórceps são confeccionados em aço inoxidável para suportarem severos processos de desinfecção e esterilização e estes variam de acordo com a forma do dente a ser extraído, dispondo de diversos modelos e tamanhos.[2]

Principais modelos[editar | editar código-fonte]

Fórceps 150 - Incisivos, caninos e pré-molares superiores
Fórceps 18R - Molares superiores do lado direito
Fórceps 18L - Molares superiores do lado esquerdo
Fórceps 151 - Incisivos, caninos e pré-molares inferiores
Fórceps 17 - Molares inferiores
Fórceps 16 - Molares inferiores com extensa destruição coronária

Outros modelos[editar | editar código-fonte]

Fórceps nº 1 Incisivos e caninos superiores
Fórceps nº 65 Incisivos e raízes superiores
Fórceps nº 68 Raízes de dentes inferiores
Fórceps nº 69 Raízes de dentes inferiores e superiores
Fórceps nº 99A Pré-molares, caninos e incisivos superiores
Fórceps nº 101 Pré-molares superiores
Fórceps nº 203 Pré-molares e raízes inferiores
Fórceps nº 213 Pré-molares e caninos superiores
Fórceps nº 23 Molares inferiores
Fórceps nº 32 Molares e pré-molares superiores
Fórceps nº 53L Molares superiores do lado esquerdo
Fórceps nº 53R Molares superiores do lado direito
Fórceps nº 210H Terceiros molares superiores
Fórceps nº 222 Terceiros molares inferiores

Referências

  1. GREGORI, C. Cirurgia buco-dento-alveolar. 1° ed. Sarvier (São Paulo); 1996.
  2. SILVEIRA, J.O.; Beltrão, C. G. Exodontia. 1° ed, Médica Nissau (Porto Alegre); 1988