Fed Cup

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Fed Cup
Fed_Cup.jpg
Dados gerais
Organização ITF
Edições 50
Outros nomes Federation Cup
Local de disputa Mundo
Sistema Grupos e eliminatória
Edição atual
editar

Fed Cup é a principal competição de equipe no tênis feminino, conhecido como a versão feminina da Copa Davis, lançado em 1963 para comemorar o 50º aniversário da Federação Internacional de Tênis (ITF). A competição era conhecida como Federation Cup até 1995.

O equivalente dos homens da Fed Cup é a Copa Davis.

História[editar | editar código-fonte]

A ideia para o evento pode ser traçada em 1919, quando Hazel Hotchkiss Wightman surgiu com o conceito para a competição de mulheres em equipe. Quando esta foi rejeitada, ela por sua vez apresentou um troféu em 1923 para um concurso anual entre os Estados Unidos e a Grã-Bretanha, que eram naquele tempo as mais fortes nações a jogar ténis. Nell Hopman, esposa do lendário australiano na Copa Davis capitão Harry Hopman, mais tarde assumiu a idéia original da senhora Wightman.

Em 1962, quando um residente britânico dos Estados Unidos, Mary Hardwick Hare, apresentou um dossiê comprovando que o apoio a um evento como esse foi esmagadora, a ITF estava convencida de que um campeonato por equipes sendo jogoda em mais de uma semana em um local diferente a cada ano era um "boa ideia". Levou 40 anos para Wightman realizar a idéia de uma mulher jogar um torneio equivalente a Copa Davis se tornar uma realidade. Finalmente, em 1963, a ITF lançou a Federation Cup para celebrar seu 50º aniversário. Aberto a todas as nações e não apenas para os EUA e Grã-Bretanha, a competição muito esperada se tornou um sucesso estrondoso.

Jogado mais de uma semana em um local diferente a cada ano, o evento inaugural atraiu 16 países. A competição foi apoiada pelos melhores jogadores desde o início. Realizado no Clube da Rainha, em Londres, a primeira disputa entre a Austrália e os Estados Unidos deram o tom com campeãs de Grand Slam como Darlene Hard, Billie Jean King, Margaret Smith e Turner Lesley todos com orgulho representar seu país em quadra. Os Estados Unidos emergiram da nação campeã e, desde então, colocar sua marca na competição, coletando um recorde de 17 títulos ao longo dos anos.

Aquele primeiro Federation Cup atraiu inscrições de 16 equipes, um número respeitável considerando que não havia dinheiro do prêmio e as equipes tiveram que satisfazer as suas próprias despesas. Patrocínio viria permitir esse número para expandir dramaticamente, primeiro pelo Grupo Colgate em 1976, e, de 1981 a 1994, pelos Japanese communications e pela gigante da informática NEC. Em 1994, 73 nações competiram, e os anfitriões da semana da Federation Cup foi agora obrigado a construir um complexo de ténis especial, dando origem ao que ficou conhecido como o "legado" Federation Cup. Além dos elogios de mostrar a competição premier internacional de equipe feminina, as nações viram sua participação como uma oportunidade sem precedentes para o desenvolvimento nacional do esporte.

O aumento de entradas levou à criação de competições regionais de qualificação em 1992 e, posteriormente, em 1995, a Federation Cup adaptou um novo formato e encurtou seu nome para Fed Cup. Tendo visto o grande sucesso que o formato de casa e outro fora tinha alcançado na Copa Davis, o formato para a Fed Cup foi mudado em 1995 para que as mulheres, assim como os homens, poderia jogar por seu país em seu país. Embora o formato foi ajustado várias vezes desde 1995, o formato atual, introduzido em 2005, incorpora oito nações no Grupo Mundial I e ​​oito nações no Grupo Mundial II jogando tanto em casa comoe outro fora ao longo de três fins de semana ao longo do ano.

Formato[editar | editar código-fonte]

Torneio[editar | editar código-fonte]

Enquanto muitas nações entram na Fed Cup a cada ano, apenas 16 países qualificam-se para o Grupo Mundial da elite e do Grupo Mundial II a cada ano (oito no Grupo Mundial e oito no Grupo Mundial II).

Eles chegam ao Grupo Mundial e Grupo Mundial II da seguinte forma:

  • (a) Grupo Mundial - as quatro nações que ganham seu jogo no primeiro turno do Grupo Mundial permanecem no Grupo Mundial para o ano seguinte. Os perdedores do primeiro turno da rodada do Grupo Mundial vão para os Play-offs contra as quatro nações vencedoras de Grupo Mundial II para determinar o rebaixamento/promoção para a competição do ano seguinte. (As quatro nações que ganham os Play-offs Grupo Mundial estarão no Grupo Mundial do ano seguinte, enquanto os quatro perdedores vão começar no ano seguinte no Grupo Mundial II.)
  • (b) Grupo Mundial II - as quatro nações que ganham seu jogo no Grupo Mundial II vão competir nos Play-Offs do Grupo Mundial I para determinar o rebaixamento/promoção para o ano seguinte, como descrito acima. Da mesma forma as quatro nações que perdem seus jogos no Grupo Mundial II vão enfrentar as nações vencedoras do Grupo I das competições Zonais, nos Play-offs do Grupo Mundial II, para determinar o rebaixamento/promoção. (As quatro nações que ganham seus Play-offs no Grupo Mundial II estarão presentes no Grupo Mundial II do ano seguinte, enquanto os quatro perdedores começarão o próximo ano no Grupo I - Zonal eventos.)

Uma vez no Grupo Mundial I ou Grupo Mundial II, as quatro nações serão distribuídos em cada um. A decisão sobre quais as nações serão semeadas é feita pelo Comitê da Fed Cup, de acordo com a Fed Cup ITF Ranking das Nações.

Nos níveis abaixo do Grupo Mundial I e do Grupo Mundial II, as nações da Fed Cup competirão em eventos de competições Zonais, que são divididos em três zonas: a Zona das Américas, a Zona da Ásia/Oceania e da Zona Europa/África. Em cada uma das zonas, existem dois grupos, sendo o grupo I superior e o grupo II inferior, exceto para a Zona Europa/África, que também tem um Grupo III.

Dentro do Grupo das regiões zonais, as equipes são divididas em grupos e jogam uns contra os outros em um formato rodízio. O formato exato de cada evento do grupo, e a promoção e despromoção entre eles, varia de acordo com o número de equipes participantes.

No entanto, as duas equipes são sempre promovidos do Grupo I da Zona da Europa/África do referido ano para os Play-Offs do Grupo Mundial II, enquanto uma equipe de cada vão para os Play-Offs do Grupo Mundial II, um do Grupo I da Zona das Américas e do Grupo I Zona da Ásia/Oceania.

Estrutura Atual[editar | editar código-fonte]

Esta estrutura foi implementada desde 2005.

Estrutura da Fed Cup
Nível
Grupos
1
Grupo Mundial I
8 equipes
Playoff Grupo Mundial I
4 equipes do Grupo Mundial I + 4 equipes do Grupo Mundial II
2
Grupo Mundial II
8 equipes
Playoff Grupo Mundial II
4 equipes do Grupo Mundial II + 2 equipes do Grupo I - Zona da Europa/África + 1 equipe do Grupo I - Zona das Américas + 1 equipe do Grupo I - Zona da Ásia/Oceania
3
Grupo I - Zona das Américas
6 equipes
Grupo I - Zona da Europa/África
15 equipes
Grupo I - Zona da Ásia/Oceania
8 equipes
4
Grupo II - Zona das Américas
12 equipes
Grupo II - Zona da Europa/África
7 equipes
Grupo II - Zona da Ásia/Oceania
4 equipes
5
Grupo III - Zona da Europa/África
15 equipes

Vencedores da Fed Cup[editar | editar código-fonte]

País Torneios vencidos Vice campeonatos
Estados Unidos Estados Unidos 1963, 1966, 1967, 1969, 1976, 1977, 1978, 1979, 1980, 1981, 1982, 1986, 1989, 1990, 1996, 1999, 2000 (17) 1964, 1965, 1974, 1985, 1987, 1991, 1994, 1995, 2003, 2009, 2010 (11)
Austrália Austrália 1964, 1965, 1968, 1970, 1971, 1973, 1974 (7) 1963, 1969, 1975, 1976, 1977, 1978, 1979, 1980, 1984, 1993 (10)
República Checa Rep. Tcheca
(inclui Tchecoslováquia* )
1975*, 1983*, 1984*, 1985*, 1988*, 2011, 2012 (7) 1986* (1)
Espanha Espanha 1991, 1993, 1994, 1995, 1998 (5) 1989, 1992, 1996, 2000, 2002, 2008 (6)
Rússia Rússia
(inclui União Soviética* )
2004, 2005, 2007, 2008 (4) 1988*, 1990*, 1999, 2001, 2011 (5)
Itália Itália 2006, 2009, 2010 (3) 2007 (1)
Alemanha Alemanha
(inclui Alemanha Ocidental* )
1987*, 1992 (2) 1966*, 1970*, 1982*, 1983* (4)
França França 1997, 2003 (2) 2004, 2005 (2)
África do Sul África do Sul 1972 (1) 1973 (1)
Bélgica Bélgica 2001 (1) 2006 (1)
Eslováquia Eslováquia 2002 (1) (0)
Reino Unido Reino Unido (0) 1967, 1971, 1972, 1981 (4)
Países Baixos Holanda (0) 1968, 1997 (2)
Suíça Suíça (0) 1998 (1)
Sérvia Sérvia (0) 2012 (1)

Records e Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Heart Award[editar | editar código-fonte]

Ele tem como objetivo reconhecer as jogadoras que representaram o seu país com distinção, demonstrou coragem excepcional na quadra e demonstrou notável compromisso com a equipe durante a Fed Cup pelo BNP Paribas.

ITF Ranking[editar | editar código-fonte]

ITF Ranking Top 20
Pos. País Pontos
1  República Checa 35,532.50
2  Itália 21,157.50
3  Rússia 15,025.00
4  Sérvia 14,117.50
5  Estados Unidos 11,472.50
6  Austrália 6,252.50
7  Japão 6,112.50
8  Eslováquia 6,062.50
9  Bélgica 5,260.00
10  Alemanha 3,772.50
11  Ucrânia 3,762.50
12  Suécia 3,685.00
13  Espanha 3,362.50
14 Suíça 3,230.00
15  Argentina 3,085.00
16  França 2,700.00
17  Bielorrússia 2,225.00
18  Reino Unido 2,160.00
19  Colômbia 2,067.50
20 Paraguai 2,020.00
31  Brasil 1,267.50
32  Portugal 1,226.25

Ver Também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. ITF Fed Cup Nations Ranking

Ligações externas[editar | editar código-fonte]