Gastrectomia em manga

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Gastrectomia em Manga)
Ir para: navegação, pesquisa

A gastrectomia em manga (ou "sleeve") é uma técnica restritiva que, ao reduzir a capacidade do estômago, faz com que o paciente se sinta satisfeito ao ingerir uma quantidade substancialmente inferior de alimentos.

A Gastrectomia Sleeve é técnica de cirurgia bariátrica realizada por videolaparoscopia e vem sendo muito estudada desde sua primeira realização em 2003 por Regan[1] . Na verdade, apesar de já ter sido descrita desde 1998 porque é passo obrigatório integrante da cirurgia de "Duodenal Switch" somente desde 2003 que começou a ser usada como procedimento isolado.

Indicações[editar | editar código-fonte]

Star of life caution.svg
Advertência: A Wikipédia não é consultório médico nem farmácia.
Se necessita de ajuda, consulte um profissional de saúde.
As informações aqui contidas não têm caráter de aconselhamento.

Como a cirurgia ainda tem caráter experimental, estima-se que seu uso principal ocorra em pacientes com diabetes melito ou super obesos - com Índice de massa corporal (IMC) superior a 50 kg/m² - ou super super obesos - IMC > 60 - como primeiro passo até perda de peso e melhora clínica para realização do segundo tempo do "Duodenal Switch".

Cirurgia[editar | editar código-fonte]

A técnica da Cirurgia de Sleeve consiste em usar um grampeador cirúrgico ("Stapler") para deixar o estômago com aspecto de cilindro ou luva (daí o termo de gastrectomia em luva). O estômago fica com 150 to 200 mL dependendo do tamanho da sonda orogástrica que é passada para orientar na introdução do "Stapler". É feito por laparoscopia (cirurgia videolaparoscópica).

Complicações e Mortalidade[editar | editar código-fonte]

Ainda é cedo para essa análise porque são poucos os pacientes operados. Entretanto, as últimas publicações de Sleeve mostraram 0% de mortalidade com 5,1% de formação de fístula gástrica (7 de 137 pacientes)[2] Números esses semelhantes à gastrectomia (retirada do estômago) por câncer.

Referências

  1. Regan JP, Inabnet WB, Gagner M et al. Early experience with two-stage laparoscopic Roux-en-Y gastric bypass as an alternative in the super-super obese patient. Obes Surg 2003; 13: 861-4.
  2. Fuks D, Verhaeghe P, Brehant O, Sabbagh C, Dumont F, Riboulot M, Delcenserie R, Regimbeau JM.Results of laparoscopic sleeve gastrectomy: a prospective study in 135 patients with morbid obesity.Surgery. 2009 Jan;145(1):106-13. Epub 2008 Sep 30.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Cirurgia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.