Giuliano Kremmerz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wikitext.svg
Este artigo ou seção precisa ser wikificado (desde agosto de 2012).
Por favor ajude a formatar este artigo de acordo com as diretrizes estabelecidas no livro de estilo.

BIOGRAFIA[editar | editar código-fonte]

Giuliano Kremmerz, pseudônimo de Ciro Formisano, foi um grande mestre do Hermetismo entre o séc. XIX e XX, fundando a Schola Philosophica Hermetica Classica Italica - Fratellanza Terapeutico-Magica di MYRIAM.

PEQUENA HISTÓRIA[editar | editar código-fonte]

Ciro Formisano, nascido em Portici no dia 8 de Abril de 1861, após a aprendizagem sob a orientação de Izar, entrou quando tinha vinte e cinco anos na Ordine Osirideo Egizio. E foi precisamente Pasquale De Servis, Izar, que apresentou Ciro Formisano, em 1886, a Giustiniano Lebano, o depositário do Grande Oriente Egípcio ou Grande Ordem Egípcia.

Em 1893 De Servis deixou a vida terrena e Ciro Formisano, o futuro Giuliano Kremmerz, prosseguiu a sua evolução dentro do círculo de Giustiniano Lebano, o qual, mesmo tendo compreendido o seu grande poder iniciático, percebeu também o seu caráter exuberante e a sua inclinação absoluta para o uso pro salute populi de tudo aquilo que aprendia.

O relacionamento entre Lebano e Formisano foi bom até 1897, e isto permitiu que fosse aprovada em 20 de março de 1896 na Grande Ordem Egípcia a primeira idéia de “Schola Ermetica” com finalidades terapêuticas; o primeiro esbôço de tal idéia se tornará em um segundo momento a Fraternidade Terapêutica-Mágica de Myriam.

A formação cultural de Formisano, formado em letras na Universidade de Nápoles, passada através de experiências com o ensinamento no ginásio de Alvito e da atividade jornalística no "II Mattino" de Nápoles, completou-se, sobretudo, nos anos que vão de 1888 até 1893, naqueles cinco anos coincidentes com uma sua misteriosa estadia na América Latina. Na realidade em dezembro de 1888 partiu com um navio dirigido para Montevidéu e com um navio da mesma proveniência reentrou no porto napoletano em maio de 1893. Transcorridos aqueles anos entre Buenos Aires, Mato Grosso e Bolívia, exercitando a cura homeopática e deixando vestígios profundos de seu ensinamento iniciático.

Morreu em Beausoleil perto de Montecarlo em 7 de maio de 1930.

OBRAS[editar | editar código-fonte]

Giuliano Kremmerz, Angeli e Demonii dell'Amore, Libreria Detken & Rocholl, Napoli, 1898

Giuliano Kremmerz, Avviamento alla Scienza dei Magi, Edizione fuori commercio, Bari, 1917

Giuliano Kremmerz, I dialoghi sull'Ermetismo(7 dialoghi), Edizioni Panetto e Petrelli, Spoleto, 1929(edizione fuori commercio)

Giuliano Kremmerz, I dialoghi sull'Ermetismo(9 dialoghi), Edizioni Panetto e Petrelli, Spoleto, 1931(edizione fuori commercio)

Giuliano Kremmerz, Avviamento alla Scienza dei Magi (Elementi di Magia Naturale e Divina), Fratelli Bocca, Milano, 1940

Giuliano Kremmerz, Opera Omnia (3 vol.) Casa Editrice Universale di Roma, Roma, 1951-1954-1957

Giuliano Kremmerz, La scienza dei magi (3 vol.), Edizioni Mediterranee, Roma, 1975

Giuliano Kremmerz, Commentarium 1910/1911 (2 vol.), Nardini Editore, Firenze, 1980

Giuliano Kremmerz, Il Mondo Secreto (ristampa dell'edizione degli anni 1896/97-98-99, Editrice Rebis, Viareggio, 1982

Giuliano Kremmerz, La medicina ermetica, a cura di Vinci Verginelli, Nardini, Firenze, 1983

Giuliano Kremmerz, I dialoghi sull'Ermetismo, Editrice Miriamica, Bari, 1991

Giuliano Kremmerz, Lunazioni-Annotazioni sulle influenze siderali e lunari sulle piante i medicamenti le infermità del corpo umano, Editrice Miriamica, Bari, 1992

Giuliano Kremmerz, Un secolo di missione - Avviamento alla Scienza dei Magi (rist. dell'ed. del 1917), Editrice Miriamica, Bari, 1993

Giuliano Kremmerz, La Porta Ermetica (2ª ed.), Ed. Mediterranee, Roma, 2000

Giuliano Kremmerz, Angeli e Demoni dell'Amore, Ed.Rebis, Viareggio, 2000

Giuliano Kremmerz, La Porta Ermetica - La ricerca della Verità Ermetica", Ristampa ed. 1910 (2ª ed.),Ed. Rebis, Viareggio


FONTE: http://www.fratellanzahermetica.org/