Giuseppe Pecci

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Giuseppe Pecci
Cardeal da Santa Igreja Romana
Prefeito da Sagrada Congregação dos Estudos
Protodiácono do Colégio dos Cardeais
Giuseppe Pecci, em retrato de 1872

Título

Cardeal-diácono de Santa Ágata dos Góticos
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 1837
Cardinalato
Criação 12 de maio de 1879, pelo Papa Leão XIII
Brasão
Coat of arms of Giuseppe Pecci (1807-1890).svg
Dados pessoais
Nascimento Reino de Itália Carpineto Romano
15 de dezembro de 1807
Morte Itália Roma
8 de fevereiro de 1890 (82 anos)
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Giuseppe Pecci, o Jovem (Carpineto Romano, 13 de dezembro de 1807 - Roma, 8 de fevereiro de 1890) foi um cardeal italiano, valente e afamado teólogo, defensor do tomismo. Foi o último cardeal-sobrinho a ser nomeado na história. Era irmão do Papa Leão XIII.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascido em Carpineto Romano, perto de Roma, Giuseppe era um dos sete filhos do Conde Lodovico Pecci e de sua esposa, a nobre Anna Prosperi Buzi. Em 1828, a questão de que actividade seguir coloca-se a Giuseppe e ao seu irmão Vincenzo: Giuseppe Pecci entra para os Jesuítas, e Vincenzo decide-se pelo clero secular. Giuseppe entra para o colégio jesuíta em Viterbo em 1818.[1] Em 1825, aos 17 anos, é membro da Sociedade de Jesus.

Depois de o seu irmão ter feito carreira rápida na sede episcopal de Perugia, por vontade deste último, Giuseppe obteve a cátedra de teologia do seminário de Perugia, mantendo-o durante dez anos (1849-1859). Depois de a cidade ter sido conquistada pelas forças do Piemonte em 1860, Pio IX chamou-o a Roma e ofereceu-lhe uma nova cátedra de teologia, dando-lhe a honra de aderir à Pontifícia Comissão que teria começado a preparar o Concílio Vaticano Primeiro. Tido como teólogo especialista em São Tomás de Aquino, em 1870 voltou à cátedra em protesto contra a nova onda do Estado italiano, anticlerical, mas continuou a trabalhar na investigação teológica.

Em 1879, no Colégio dos Cardeais, o recém-eleito Papa Leão XIII perguntou se havia oposição à elevação do seu irmão Giuseppe ao cardinalato. Como não houve, Pecci foi criado cardeal-diácono de Sant'Agata dei Goti em 12 de maio desse ano, aos 72 anos, no primeiro consistório do seu irmão. Rejeitou a honra de ser na história o último da família de um papa a ser eleito cardeal.

Referências

  1. peter-hug.ch/lexikon/18_0714

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Frédéric de Falloux du Coudray
Cardeal
Cardeal-diácono de Santa Ágata dos Góticos

18791890
Sucedido por
Andreas Steinhuber