HUMINT

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Human Intelligence - HUMINT é o termo usado, principalmente em inglês, para descrever a inteligência, no sentido de informações, como em serviço de inteligência (ou serviço de informações), obtida através de seres humanos, como os espiões tradicionais.

Historicamente, HUMINT é a maior fonte de informação dos serviços secretos, porém desde o advento das telecomunicações a SIGINT foi assumindo um papel principal de fontes e acabou por tornar-se mais importante.

A HUMINT (Human Intelligence) é a Inteligência de fontes humanas como declarações e depoimentos de pessoas durante entrevistas, sob qualquer história-cobertura ou pretexto. A HUMINT é a mais antiga fonte de Inteligência e permanece como a mais eficaz, não pela quantidade de dados e informações, mas, por sua precisão e oportunidade. O Capítulo XIII O emprego de espiões do A Arte da Guerra do general Sun Tzu descreve várias categorias de espiões, todos, porém, são fontes humanas de Inteligência[1] .

Tipos de fontes de informação[editar | editar código-fonte]

As fontes de HUMINT não são necessariamente apenas agentes envolvidos em ações clandestinas ou secretas. As pessoas fornecendo as informações podem ser neutras, amigas ou hostis (em relação a um país). Exemplos típicos de HUMINT incluem:

  • Forças amigas (patrulhas, polícia militar)
  • Prisioneiros de Guerra
  • Refugiados
  • Civis
  • Desertores
  • Organizações não governamentais (ONGs)
  • Jornalistas

Ver também[editar | editar código-fonte]


Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.
  1. MONTALVÃO, Marcelo de. INTELIGÊNCIA & INDÚSTRIA: Espionagem e Contraespionagem Corporativa. [S.l.: s.n.], 2015. ISBN 660959