Jiří Trnka

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde Junho de 2009).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Jiří Trnka (24 de Fevereiro de 1912, Plzeň - 30 de Dezembro de 1969, Praga), foi um criador checo de marionetas, ilustrador, animador em motion-picture e realizador, mais conhecido pelas suas obras em motion-picture.

História[editar | editar código-fonte]

Jiří Trnka formou-se na Prague School of Arts and Crafts, em 1936 idealizou um teatro de marionetes, criado no inicio da Segunda Guerra Mundial e em vez do teatro, desenhou cenários e ilustrou livros para crianças ao longo da guerra.

Depois da guerra, ele criou um departamento de animação nos estúdios de filmagem Prague. Trnka foi conhecido mundialmente por ser o melhor animador de marionetes no método checo e ganhou vários prémios em festivais de cinema. Um animador chamou-se "O Walt Disney do Leste".

Em 1946, no Festival de Cannes ganhou um prémio, um ano depois passou a trabalhar em cinema. Os seus filmes foram realizados para um público adulto. No inicio de 1948, o governo comunista Checo começou a subsidiar o seu trabalho, apesar disso o seu estilo e mensagem permaneceram inalteráveis, para além de filmes, ele também animou cartoons, escreveu guiões para maior parte dos seus filmes. Em 1949 ganhou o prémio Hans Christian Andersen, o mais alto prémio em literatura de crianças. Ele morreu em 1969 de problemas cardiacos.

Filmes mais conhecidos[editar | editar código-fonte]

  • The Czech Year - 1947;
  • Song of the Prairie - 1949;
  • The Emperor's Nightingale - 1949;
  • Old Czech Legends - 1953;
  • A Midsummer Night's Dream - 1959;
  • The Cybernetic Grandma - 1962;
  • The Archangel Gabriel and Mrs. Goose - 1964;
  • The hand - 1965.