Línguas tibeto-kanauri

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tibeto-Kanauri
Falado em: Nepal, Tibete, regiões próximas
Total de falantes:
Família: Sino-Tibetana
 Tibeto-Birmanesa
  Bódica
   Bodo ?
    Tibeto-Kanauri
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: ---

As línguas Tibeto-Kanauri ou Bodo-Himalaia são enquadradas por linguístas num proposto nível intermediário de classificação das línguas tibeto-birmanesas, ficando entre as Tibetanas e as Kanauri. Essa concepção de relações e sua validade como Os sub-grupos que fariam parte desse grupo seriam o das línguas Bodo, Oeste Himalaia e Tamangique.

Concepções[editar | editar código-fonte]

  • Benedict (1972) foi o primeiro a conceber esse grupo das línguas Tibeto-Kanauri (ou Bodo-Himalaia), mas incluia mais (do que se aceita hoje) línguas entre as himalaianas, tais como as língua qiangic, as Magaric e a língua lepcha.
  • Van Driem (2001) observou uma origem comum para as Línguas Bodo, Oeste-Himalaias e Tamangiques (mas não incluiu as demais consideradas por Benedict)
  • Bradley (1997) tem ideias semelhantes, mas apresenta denominações e classificações diferentes; colocas as Oeste-Himalaias e as Tamangiques como sub-ramos das Bodo, assim aproximando essas últimas das Tibeto-Kanauri. Isso e as Himalaias formam a família das língua bódicas.
  • Matisoff inclui as Bofo e as Oeste-Himalaia junto com a língua lepcha como um terceiro ramo, unido esse ramo num nível mais alto com as línguas mahakiranti como sendo as línguas himalaias.