La muerte no es el final

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

La muerte no es el final ("A morte não é o final") é o hino entoado pelas Forças Armadas da Espanha em homenagem aos que morreram prestando seu serviço militar em toda a História dentro do Cerimonial em Homenagem aos Caídos pela Espanha. A adoção pelas forças armadas desta música, composta pelo sacerdote basco Cesáreo Gabaraín Azurmendi, tem sua origem no ano de 1981, quando o tenente general José María Sáenz de Tejada a escutou no transcurso de um funeral e imaginou como realizaria o translado da tradicional coroa de louros até à cruz nos cerimoniais militares de homenagem aos Caídos. O perfilamento da versão definitiva da música para aquele destino foi levada a cabo por Tomás Asiaín.

Letra[editar | editar código-fonte]

Quando a pena nos alcança,

por um companheiro perdido.

Quando o adeus dolorido,

busca na fé sua esperança.

Em tua palavra confiamos

com a certeza que Tu:

Já o devolveste à vida,

já o levaste à luz.

Já o devolveste à vida,

já o levaste à luz.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]