Música indeterminada

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Música indeterminada é aquela que contem elementos de indeterminação, ou seja, componentes que são decididos na hora da performance (ou apresentação). O compositor deixa algumas decisões para o intérprete que pode escolher como realizar o que foi solicitado. O termo era utilizado por John Cage, que se inspirou no I-Ching para desenvolver a idéia de não intenção na música.

Bibliogarfia[editar | editar código-fonte]

  • Cage, John. 1961. Silence: Lectures and Writings. Middletown, Conn.: Wesleyan University Press.
  • Childs, Barney. 1974. "Indeterminacy", em Dictionary of Twentieth-Century Music, editado por John Vinton, [pages?]. Londres: Thames and Hudson. ISBN 0500011001 edição americana publicada com o título Dictionary of Contemporary Music (Nova Iorque: E. P. Dutton, 1974) ISBN 0525091254
  • Griffiths, Paul. 2001. "Aleatory". The New Grove Dictionary of Music and Musicians, ed. S. Sadie and J. Tyrrell. Londres: Macmillan.
  • Nyman, Michael. 1974. Experimental Music: Cage and Beyond. Londres; Nova Iorque: Schirmer Books. ISBN 0028712005 Second edition 1999, Cambridge e Nova Iorque: Cambridge University Press. ISBN 0521652979 (cloth) ISBN 0521653835 (pbk)
  • Simms, Bryan R. 1986. Music of the Twentieth Century: Style and Structure. Nova Iorque: Schirmer Books; Londres: Collier Macmillan Publishers. ISBN 0-02-872580-8
  • Sutherland, Roger. 1994. New Perspectives in Music. Londres: Sun Tavern Fields. ISBN 0951701266

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre música é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.