Marcos De Ros

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Marcos De Ros é um guitarrista1 e violinista2 brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Iniciou sua carreira aos 9 anos, copiando alguns acordes e melodias no violão. Em 85, com 14 anos, já fazia shows com sua primeira banda de rock, o GARGANTHUAE, e em 88 tocava em várias bandas, desde jazz-fusion até thrash-metal. Nesta mesma época começou a ter aulas de violino.

No ano seguinte foi admitido como violinista na Orquestra Sinfônica de Caxias do Sul. Em 91, com 20 anos, formou o power trio DE ROS, com o baterista Sandro Stecanela e o baixista Fábio Alves. Com esta formação, a banda gravou algumas demos e fez vários shows na região e no centro do país.

No ano de 92 foi contratado como músico de estúdio para gravar o disco Radicci, lançado pelo selo Official Bootlegs. Em 94 lançou seu primeiro disco com a banda DE ROS, o LP independente AD DEI GLORIAM, que em 96 foi relançado em formato CD, e conseguiu uma ótima repercussão, tanto em termos de público quanto de critica.

No começo de 97 gravou UNIVERSE, pelo selo Megahard Records, um CD com mais peso e músicas que refletem um grande amadurecimento, além de algumas surpresas como o uso mais acentuado de teclados, a cargo de Éder, a participação de uma cantora, Franciele, que faz uma vocalização belíssima em “Eternal Life” e algumas passagens acústicas, como “Para- Bhakti”, que trazem à tona um estilo diferente e muito musical.

No ano de 1999 lançou o seu terceiro CD instrumental, MASTERPIECES. Este CD é na verdade uma idéia inovadora, pois se trata de uma releitura de músicas eruditas de compositores consagrados, como Mozart, Bach, Villa-lobos e Paganini, entre outros. Difícil explicar o tipo de emoção que a audição deste CD desperta no ouvinte, uma vez que além de contar com a colaboração de excelentes músicos e com uma intensa pesquisa de arranjos e timbres no estúdio, Marcos De Ros ainda foi muito feliz na escolha do repertório, sabendo dosar o lirismo da "Ave Maria" com a força do "O Vôo do Besouro"; a sutileza da "Meditação de Thais" ao virtuosismo do "Capricho XXVII".

Em 2000 o guitarrista junto à banda AKASHIC, realizou uma extensa turnê na Europa, tocando Em Portugal, Espanha, França, Suíça, Bélgica e Holanda, fazendo vários shows e workshops nestes paises. Esta turnê culminou com a gravação do CD TIMELESS REALM, lançado em outubro do mesmo ano no Brasil, pela Hellion Records, CD este que angariou uma verdadeira legião de fãs em todo o Brasil, gravado em Portugal com a produção de Luis Barros.

No ano seguinte, o músico trabalhou intensamente em workshops e participou de alguns projetos de artista locais e também do Terceiro festival internacional de Violão Erudito de Caxias, sendo o único professor palestrante a tocar guitarra elétrica no festival. Também participou das coletâneas Hellion Collection vol. 3 e Guitarapalooza.

O ano de 2002 foi marcado pelo intenso número de ensaios, na pré-produção do novo álbum do AKASHIC, além do lançamento do primeiro CD-Rom instrucional feito por um guitarrista brasileiro, o ADVANCED GUITAR TECHNIQUES, que foi lançado com exclusividade pelo site norte-americano Chops From Hell. No mesmo ano o guitarrista participou como convidado do CD do guitarrista Português Paulo Barros.

No inicio de 2003, o AKASHIC gravou seu novo CD, - A BRAND NEW DAY, que novamente contou com a produção do Português Luis Barros e a masterização de Tommy Newton. No decorrer do mesmo ano participou da coletânea Virtual Guitar Virtuosos, lançada exclusivamente no mercado Tailandês.

Em 2004 fez uma extensa turnê pela Argentina, Bolívia e Paraguai ao lado do guitarrista Argentino Pablo Soler, turnê esta chamada de South American Guitar Masters e participou do CD Shawn Lane Tribute vol II (Lion Records, Finlândia) com uma composição inédita e fez uma participação no CD APPASSIONATO, de Yasu Matsushita (Japão). No mesmo ano gravou Masterpieces 2, CD este que obteve incrível projeção nacional.

No ano de 2005 gravou seu segundo CD Rom, INTENSE PICKING, pelo selo Chops From Hell, e no lançamento nacional o CD do Akashic, tocou na casa de espetáculos paulista Via Funchal ao lado das bandas Pain Of Salvation e Evergrey.

2006 foi marcado por intensas turnês e estudos. Neste ano também foi gravada uma vídeo aula conjunta com o colega Argentino Pablo Soler.

Entre 2007 e 2008 o musico fez turnê na Alemanha com sua banda AKASHIC e no Chile e Bolívia junto ao Pablo Soler. Também foram lançados o pedal distortion /booster da Wavebox, modelo Marcos De Ros, concebido sob as especificações do próprio, e a correia de guitarra modelo Marcos De Ros, pela Ibox. Foi também lançado um DVD contendo dois shows da banda DE ROS, o Live 9793, e o músico estreou como compositor de trilhas para cinema e TV, com os trabalhos 30 Segundos de Luz, Finados e Se milagres Desejais.

Em 2009 o músico teve lançado seu método Toque de Mestre, o Técnicas Incendiárias, pela editora HMP, com distribuição em todas as bancas de revista do país, e também estreou na telinha com o quadro Descendo a Lenha, dentro do programa Stay Heavy, assistido em todo o território nacional.

O CD e DVD Peças de Bravura, que conta com o  financiamento do Fundoprocultura, da cidade de Caxias do Sul, foi lançado em 2010. No DVD temos a presença do pianista Éder Bergozza junto ao guitarrista. No CD há também a participação do percussionista Marcelinho Silva. Nas composições, todas do Marcos De Ros, encontramos duas fontes de inspiração distintas - A música erudita "Paganiniana", "Capricho Infernal" e outras e a música Brasileira, nas vertentes do baião, como a "Corrida de Calango", choro, como a "Dança da Lagartixa" milonga no exemplo da "Inverno de 2009" entre outras. Este trabalho alcançou um grande sucesso com a critica especializada, rendendo inclusive uma matéria de 8 páginas na revista "Guitar Player Brasil".

Em 2013 foi lançado o Sociedade das Aventuras Fantásticas, financiado, desta vez, pelo Financiarte.  Este CD duplo tem um conceito bem interessante: Trata-se de trilhas sonoras inéditas idealizadas e compostas pelo guitarrista. Cada faixa é dedicada a um personagem de livros/filmes que marcaram o autor.  Indo do "Pequeno Principe" até "Hercules", de "Peter Pan" até "Moby Dick", de "Poliana" até o "Superman", são 17 faixas bem orquestradas, com muita dinâmica e naturalmente, muita guitarra.

Com esse trabalho o guitarrista Marcos De Ros foi indicado ao prêmio "Açorianos de Música 2013" na categoria de música instrumental como melhor instrumentista.

Atualmente, Marcos De Ros está trabalhando em seu novo CD, que será lançado no decorrer de 2014. Novamente no formato guitarra/piano, junto ao seu  parceiro musical de longa data Éder Bergozza. Este trabalho irá se intitular "Meridional" e dessa vez, apresentará a visão da dupla sobre a música regional do Rio Grande do Sul.

Prêmios e Honrarias[editar | editar código-fonte]

  • Em 2009, foi eleito pelo site heavymetalbrasil um dos 30 melhores guitarristas do país.3 4
  • Primeiro guitarrista brasileiro a lançar um CD-ROM didático no exterior5 .
  • Em 2012, foi incluído na lista 70 mestres brasileiros da guitarra e do violão da revista Rolling Stone Brasil.6
  • Em 2013, foi agraciado com o titulo de Cidadão Caxiense pela Câmara de Vereadores da cidade de Caxias do Sul.7
  • Em 2014 foi indicado ao prêmio Açorianos de música, como melhor instrumentista na categoria instrumental.8

Discografia[editar | editar código-fonte]

Marcos De Ros (solo)[editar | editar código-fonte]

  • 1999 - Masterpieces
  • 2004 - Marterpieces 2
  • 2008 - Rock Masterpieces (Songs Form My Youth)
  • 2013 - Sociedade das Aventuras Fantásticas

Marcos De Ros & Éder Bergozza[editar | editar código-fonte]

  • 2010 - Peças de Bravura

Com a banda Akashic[editar | editar código-fonte]

  • 2000 - Timeless Realm
  • 2005 - A Brand New Day

Com a banda De Ros[editar | editar código-fonte]

Referências

Links Externos[editar | editar código-fonte]

Accordrelativo20060224.png Este artigo sobre um(a) músico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.