Mictlan

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Mictlan era o submundo da mitologia asteca. A maioria das pessoas que morrem vão para o Mictlan, embora existiram outras possibilidades. (veja a seção "Outros destinos", abaixo)[1] Ele esta localizado distante ao norte, e consisti-se em nove níveis de distintos.[1]

A viagem do primeiro ao nono nível era difícil e demorava quatro anos, mas os mortos foram ajudados pelo psicopompo, Xolotl. Os mortos tinham de passar muitos desafios, tais como atravessar uma cordilheira, onde as montanhas se chocavam uma contra a outra, um campo com o vento que soprava facas que raspavam a carne, e um rio de sangue com temíveis onças.

Mictlan era governado por um rei, Mictlantecuhtli ("Senhor do Submundo")[1] e sua esposa, Chalmecacihuilt ("Senhora do Submundo").[2]

Outras divindades em Mictlan eram Cihuacoatl (que comandou os espíritos de Mictlan chamados de Civatateo), Acolnahuacatl, Chalmecacihuilt, Chalmecatl e Acolnahuacatl.

Outros destinos[editar | editar código-fonte]

Além do Mictlan, os mortos também poderiam ir para uma série de outros destinos:

  • Guerreiros que morreram em batalha e aqueles que morreram como um sacrifício foram para o leste e acompanham o sol durante a manhã.[3]
  • As mulheres que morreram no parto vão para o oeste e acompanham o sol quando ele se põe à noite.[4]
  • Pessoas que morreram de afogamento — ou por outras causas que eram vistas ligadas ao deus da chuva Tlaloc, como certas doenças e relâmpagos — vão para um paraíso chamado Tlalocan.[1]

Referências

  1. a b c d Smith, M. E. (2009). The Aztecs (2nd ed.). Oxford: Blackwell Publishing. p. 207. ISBN 978-0-631-23016-8
  2. Soustelle, Jacques (Patrick O'Brian, translator) (1961). Daily Life of the Aztecs on the Eve of the Spanish Conquest. Stanford: Stanford University Press. p. 107.
  3. Smith, M. E. (2009). The Aztecs (2nd ed.). Oxford: Blackwell Publishing. p. 206. ISBN 978-0-631-23016-8
  4. Coe, Michael D.. Mexico: From the Olmecs to the Aztecs (em inglês). 4ª. ed. Londres: Thames and Hudson, 1994. p. 183.


Ícone de esboço Este artigo sobre Mitologia (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.