Mineiros

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Mineiros
Bandeira de Mineiros
Brasão de Mineiros
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 31 de outubro
Fundação 31 de outubro de 1938
Gentílico mineirense
Prefeito(a) Agenor Rezende (PMDB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Mineiros
Localização de Mineiros em Goiás
Mineiros está localizado em: Brasil
Mineiros
Localização de Mineiros no Brasil
17° 34' 08" S 52° 33' 03" O17° 34' 08" S 52° 33' 03" O
Unidade federativa  Goiás
Mesorregião Sul Goiano IBGE/2008[1]
Microrregião Sudoeste de Goiás IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Jataí, Santa Rita do Araguaia, Portelândia, Serranópolis, Chapadão do Céu, Perolândia, Caiapônia, Doverlândia, Alto Taquari (MT), Alto Araguaia (MT), Ponte Branca (MT), Costa Rica (MS)
Distância até a capital 420 km
Características geográficas
Área 8 896,304 km² [2]
População 55 036 hab. Estimativa IBGE/2012[3]
Densidade 6,19 hab./km²
Altitude 770 m
Clima tropical
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,78 alto PNUD/2000[4]
PIB R$ 1.059.047 Mil reais IBGE/2010[5]
PIB per capita R$ 15,995 60 reais IBGE/2009[5]
Página oficial

Mineiros é um município brasileiro do estado de Goiás. Sua população, segundo o censo 2013 do IBGE, é de 58.062 habitantes. Localizado no sudoeste goiano a 420 km de Goiânia - GO, 500 km de Cuiabá - MT e 550 km de Campo Grande - MS e 650 km de Brasília - DF. Em seu município se encontra o Parque Nacional das Emas. Segundo o Tribunal Regional Eleitoral de Goiás, o número de eleitores no município totaliza-se em 46,452.

Sua área é de 9.060,091 km², o que faz do município um dos maiores de Goiás em questão de território, representando 2.6159% da área do estado, 0.5558% da área do Centro-Oeste brasileiro e 0.1047% de todo o território do país.

Geograficamente situado em uma das maiores altitudes goianas, com variação de 700 a 1100m, na Serra dos Caiapós, no município brotam inúmeras nascentes d´água, algumas subterrâneas, como o aquífero Guarani, formando vários rios, dentre eles o Rio Araguaia, Rio Verde, Formoso e Jacuba.

História[editar | editar código-fonte]

Segundo pesquisas do mestre Martiniano J. Silva, expedições provenientes da região do Triângulo Mineiro de Minas Gerais começaram a desbravar a região conhecida como Sudoeste Goiano, influenciados pelo romance "Inocência", de Visconde de Taunay, que narrava uma aventura nessa região. A partir daí, famílias de fazendeiros começaram a instalar-se na região onde hoje existe a Vila do Cedro. Com o crescimento do povoado, ergueu-se a primeira igreja, que hoje é a Matriz do Divino Espírito Santo. As famílias se instalaram próximas ao Córrego Moita Redonda, hoje conhecido por Córrego Mineiros.

Através da lei nº 257 de 24 de maio de 1905, Mineiros foi elevado à condição de povoado.[6] Em 31 de Outubro de 1938, ocorreu a emancipação da localidade, dando origem ao município de Mineiros. Em 14 de novembro de 1963 o distrito de Córrego da Porteira foi emancipado, tornando-se o município de Portelândia, que está completamente rodeado pelo município de Mineiros.[7]

Na década de 1970, em um acidente de avião faleceram dois políticos naturais de Mineiros: o deputado José Alves de Assis e o ex-prefeito Antônio Carlos Paniago. Desde então, escolas, praças e avenidas receberam o nome de ambos.

Na década de 2000 a cidade teve destaque no cenário esportivo pelo desempenho de seu time de futebol, o Mineiros Esporte Clube, que chegou ao 3º lugar no Campeonato Goiano de Futebol de 2005, garantindo-lhe a participou da Copa do Brasil de 2006. Na competição nacional a equipe chegou à segunda fase, onde enfrentou o Clube Atlético Mineiro, da 1ª divisão nacional, vencendo por 3 a 2 na primeira partida (em casa, no Estádio Odilon Flores), mas perdendo a partida de volta, no Estádio Mineirão, por 4 a 1.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Clima[editar | editar código-fonte]

Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a temperatura mínima registrada em Mineiros foi de 9,2 °C, ocorrida no dia 18 de julho de 1975, enquanto que a máxima foi de 38,4 °C, observada no dia 17 de setembro de 2010. O maior acumulado de chuva registrado na cidade em 24 horas foi de 135,0 mm, em 8 de novembro de 1981.[8]

Turismo[editar | editar código-fonte]

No município existem cerca de 120 cachoeiras catalogadas. Pode-se destacar a Cachoeira da Pinguela, do Sucuri e a dos Dois Saltos. Existe também um conjunto de serras, cortadas pelos rios Formiguinha, Diamantino e Matrinchã. Mineiros possui uma rica variedade de fauna, flora, piscinas naturais, grutas e abrigos, destacando-se o morro da Pedra Aparada e o Parque Nacional das Emas.

Outro lugar de grande atrativo é a comunidade do Cedro, onde se mantêm tradições do povo negro. Ali existe um laboratório de plantas medicinais do cerrado. Também se desta a região dos Três Pilões, por sua água sulfurosa e barro medicinal (lama negra).

Educação[editar | editar código-fonte]

Mineiros conta com Centro Universitário de Mineiros (UNIFIMES), primeiro Centro Universitário Municipal do Interior de Goiás [9] e com a Faculdade Mineirense (FAMA)[10] , instalada no prédio do antigo Instituto Presbiteriano Rev. Eudóxio Mendes (IPREM), da Igreja Presbiteriana de Mineiros.

Há também um campus da Universidade Estadual de Goiás (UEG) e outro da Universidade Federal de Goiás (UFG), além de uma extensão da Universidade Norte do Paraná, em funcionamento no Educandário Nascentes do Araguaia (ENA), e de alguns cursos superiores do COC oferecidos no Colégio Ágape. Estes últimos como cursos à distância.

No ensino básico (fundamental e médio) Mineiros conta com várias escolas, sendo as mais conhecidas o Colégio Estadual Deputado José Alves de Assis, Colégio Estadual Polivalente Antônio Carlos Paniago e o Colégio Estadual Professora Alice Pereira Alves, todas com ensino fundamental (2º fase - 6º ano ao 9º ano) e médio (1º ao 3º ano)

No Ensino Superior, as faculdades e universidades, oferecem em 2013 os seguintes cursos:

Enfermagem, Fisioterapia, Nutrição, Odontologia, Psicologia (2 faculdades), Direito (2 faculdades), Farmácia, Educação Física, Administração, Ciências Contábeis, Engenharia Florestal, Engenharia Civil, Economia, Medicina Veterinária, Tecnologia em Produção Sucroalcooleira, Sistemas de Informação, Pedagogia, Artes Visuais.

Saúde[editar | editar código-fonte]

Na área da saúde, Mineiros consolidou seu status de "Cidade Saúde",[carece de fontes?] pelo bom desempenho no atendimento médico hospitalar, resultando em importante papel no desenvolvimento do município. A cidade conta hoje com quatro ótimos hospitais na rede privada e um na rede pública, além de diversas clínicas e um Centro Diagnóstico com exames de alta complexidade.

Hospitais Particulares

  • Hospital das Clínicas Dr. Neves
  • Hospital Nossa Senhora de Fátima
  • Hospital Samaritano
  • Hospital São Lucas

Hospitais Públicos

  • Hospital Municipal Dr. Evaristo Vilela Machado

Transporte[editar | editar código-fonte]

Economia[editar | editar código-fonte]

Dos três setores econômicos, o terciário é o predominante, respondendo por R$ 353.681 dos R$ 680.969 arrecadados pelo município. Após, seguem-se o setor primário e o setor secundário, que respondem por R$ 201.193 e R$ 126.094 respectivamente.[6]

Indicadores socioeconômicos[editar | editar código-fonte]

PIB municipal (2010)
R$ 1.059.047 Mil reais
PIB per capita (2011)
[11] R$ 21.539,63 reais
Composição do PIB (2010)[11]
  • Valor adicionado bruto da agropecuária: R$ 325.423 Mil reais
  • Valor adicionado bruto da indústria: R$ 201.823 Mil reais
  • Valor adicionado bruto dos serviços: R$ 445.860 Mil reais
  • Impostos sobre produtos líquidos de subsídios: R$ 71,262 milhões

Indústrias[editar | editar código-fonte]

A economia predominantemente é a agricultura, sobretudo voltada para o plantio de soja, milho, algodão, feijão. Também se destacam a pecuária de corte (contando com uma unidade da empresa MARFRIG) e de leite, e desde a década de 2000 a avicultura, desde a instalação de um polo da Perdigão. Nesse período também houve a instalação de uma usina sucro-alcooleira da Brenco/ ETH. A rotação e a diversidade de culturas está sendo substituído lentamente pela monocultura da cana-de-açúcar.

Comércio[editar | editar código-fonte]

O comércio em Mineiros está principalmente concentrado nas avenidas e ruas mais movimentadas do centro, na Avenida Antônio Carlos Paniago e nas ruas próximas às praças José Alves de Assis, onde se encontra a Câmara de vereadores, e Coronel Carrijo, onde está localizada a Prefeitura Municipal. Nos finais de semana, o point da cidade é a Praça do Bauhaus, na Av. José Joaquim de Rezende, e nas ruas próximas, onde estão concentrados bares, restaurantes e lanchonetes. Em 2011 foi aberto um shopping center na Avenida Ino Rezende, também conhecida como Avenida Coqueiros. O shopping conta com lojas e cinema.

Comunicação[editar | editar código-fonte]

Mineiros possui três rádios:

  • Rádio Eldorado AM 790
  • Verde Vale FM 103,7
  • Rádio Pedra Aparada FM 87,9

Mineiros não possuí emissora de TV, mas é uma das principais cidades a serem destaque pela TV Rio Claro de Jataí.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 dez. 2010.
  3. Dados do Censo 2010 publicados no Diário Oficial da União do dia 04/11/2010 - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (04 de novembro de 2010). Visitado em 15 de junho de 2011.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 15 de junho de 2011.
  6. a b Sobre Mineiros
  7. Mineiros em 1940
  8. Sistema de Monitoramento Agrometeorológico (Agritempo). Dados Meteorológicos - Goiás. Visitado em 12 de julho de 2013.
  9. http://www.fimes.edu.br
  10. http://www.famafaculdade.com.br
  11. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Banco de Dados: Cidades

Ligações externas[editar | editar código-fonte]