Modulação por posição de pulso

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Modulação por posição de pulso é a forma de modulação de sinal na qual os M bits de uma mensagem são codificados transmitindo-se um único pulso em uma das 2^M trocas de tempo possíveis. Isto é repetido a cada T segundos, tal que a taxa de bits transmitidos seja M/T bits por segundo. É principalmente útil para sistemas de comunicação óptica, onde tende-se ter pequena ou nenhuma interferência multipath.

Sincronização[editar | editar código-fonte]

Uma das principais dificuldades de implementação desta técnica é que o receptor dever ser sincronizado corretamente para ajustar o clock local com o início de cada símbolo. Conseqüentemente, é freqüentemente implementada diferencialmente como Modulação por posição de pulso diferencial, pelo qual cada posição de pulso é codificada relativamente ao pulso anterior, tal que o receptor deve apenas medir a diferença no tempo de chegada dos pulsos sucessivos. É possível limitar a propagação de erros para símbolos adjacentes, sendo que um erro na medida do delay diferencial de um pulso afetará apenas dois símbolos, em vez de afetar todas as medições sucessivas.

Sensitividade à Interferência Multipath[editar | editar código-fonte]

Fora as questões consideradas da sincronização do receptor, a principal desvantagem da PPM é que ela inerentemente sensível à interferência multi-caminho que surge em canais com enfraquecimento seletivo de freqüência, por meio do qual o sinal do receptor contem um ou mais ecos de cada pulso transmitido.