Montepio Geral

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Merge-arrows 2.svg
Foi proposta a fusão deste artigo ou se(c)ção com Caixa Económica Montepio Geral. Pode-se discutir o procedimento aqui. (desde novembro de 2013)
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde maio de 2013).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde maio de 2013).
Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde maio de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Montepio Geral
Tipo Associação mutualista e Caixa Económica
Fundação 1840
Sede Rua Áurea, 219-241 - Lisboa, Portugal
Página oficial www.montepio.pt

O Montepio Geral - Associação MutualistaMHIHGCB é uma instituição bancária portuguesa. Representa e lidera a Caixa Económica Montepio Geral e um universo de diversas empresas participadas, procurando com a sua gestão garantir um papel activo no âmbito da economia social.

O Grupo Montepio integra hoje, para além da dimensão associativa, uma instituição financeira entre os líderes no plano nacional e um conjunto de empresas especializadas na gestão de fundos de pensões, investimento, planos de protecção, seguros, residências assistidas.

O conjunto de empresas que o constitui tem por objectivo auxiliar a realização dos fins da Associação Mutualista, através de resultados que reforçam os proveitos das modalidades subscritas pelos associados.

O Montepio Geral foi fundado em 1840 por um grupo de funcionários públicos liderados por Francisco Álvares Botelho, professor e funcionário da Contadoria da Junta do Crédito Público, com o objectivo de apoio mútuo e assim colmatar a ausência de um quadro público de apoio social (Previdência do Estado) em Portugal.

À data, a designação adoptada foi a de Monte Pio dos Empregados Públicos, denominação alterada para Montepio Geral em 1844, quando foi realizada a primeira reforma estatutária e constituída a Caixa Económica Montepio Geral.

Hoje, esta associação que nasceu sob o princípios do mutualismo, disponibiliza, entre outros, planos de poupança de protecção, complementos de reforma e protecção da juventude, centros residenciais para seniores e assistência domiciliária.

História[editar | editar código-fonte]

1840[editar | editar código-fonte]

Montepio Geral - Associação Mutualista - Centro Corporativo do Grupo Montepio. Especializado em soluções de previdência complementar, é a maior associação mutualista do País e uma das maiores da Europa.

1844[editar | editar código-fonte]

Caixa Económica Montepio Geral - Instituição bancária de base mutualista dotada de uma rede de retalho que apoia todas as entidades do Grupo Montepio.

1940[editar | editar código-fonte]

Montepio Geral - Caixa Económica de Lisboa - Agraciado a 22 de Outubro com a Grã-Cruz da Ordem de Benemerência.[1]

1986[editar | editar código-fonte]

Lusitania - Seguradora de ramos reais. Foi a primeira empresa seguradora a ser criada depois de 1974 e a primeira após a abertura da banca e seguros à iniciativa privada.

1987[editar | editar código-fonte]

Lusitania Vida - Seguradora do Ramo Vida, especializada em seguros individuais e de grupo. Garante coberturas para riscos de morte, invalidez e acidente, produtos para a protecção da velhice, poupança e investimento.

1988[editar | editar código-fonte]

Futuro - Empresa especializada na gestão de Fundos de Pensões.

1991[editar | editar código-fonte]

Montepio Gestão de Activos - É a gestora de patrimónios financeiros do Grupo Montepio. Concentra a actividade na gestão discricionária de carteiras e de fundos de investimento mobiliário.

1992[editar | editar código-fonte]

Montepio Geral - Caixa Económica de Lisboa - Feito a 20 de Dezembro Membro-Honorário da Ordem do Infante D. Henrique.[1]

1995[editar | editar código-fonte]

Fundação Montepio - Pessoa colectiva de direito privado e utilidade pública, desempenha um papel fundamental no estabelecimento de parcerias e na concessão de apoios ao Terceiro Sector. Tem por vocação e objecto a solidariedade social.

2005[editar | editar código-fonte]

Residências Montepio - Empresa dedicada à gestão de centros residenciais para seniores e de serviços de apoio domiciliário.

2010[editar | editar código-fonte]

Finibanco Holding SGPS - Gere as participações financeiras das empresas que constituem o Grupo Finibanco. Foi integrado no Grupo Montepio em 2010.

Montepio Geral - Associação Mutualista[editar | editar código-fonte]

O Montepio é uma associação mutualista de inscrição facultativa, capital variável, duração indefinida e número ilimitado de associados. Prossegue fins de auxílio recíproco, no interesse dos seus associados e das suas famílias, desenvolvendo uma resposta eficaz e solidária ao nível da complementaridade dos sistemas públicos de Segurança Social e de Saúde. Gere os fundos constituídos pelas quotas e contribuições dos seus associados, permitindo acautelar o futuro próprio e/ou dos seus familiares através da garantia do recebimento de assistência ou de uma retribuição em dinheiro.

Caixa Económica Montepio Geral[editar | editar código-fonte]

Fundada em 1844, a Caixa Económica Montepio Geral é uma entidade anexa à Associação Mutualista, responsável pela actividade bancária e concentrada nos segmentos de particulares e empresas.

Concentra o seu negócio na intermediação de retalho, através da captação de recursos de clientes de pequena e média poupança e da concessão de crédito a particulares, microempresas, PME, empresários em nome individual e instituições do Terceiro Sector.

O Logótipo[editar | editar código-fonte]

O pelicano foi, desde sempre, o símbolo do Montepio Geral. Em 1840, quando abriu as portas do Monte Pio dos Funcionários Públicos, já era o pelicano, debruçado sobre as suas crias, que acolhia os primeiros associados e, quatro anos mais tarde, os clientes da Caixa Económica. Mitologicamente, esta ave marinha sempre foi vista como o expoente máximo do altruísmo, retirando de si para dar aos filhotes.

A posição cabisbaixa que os pelicanos assumem quando alimentam as suas crias dá a sensação que é do peito que estão a tirar o alimento, ao invés de ser da bolsa onde guardam o peixe, como hoje se sabe. Esta tradição – inspirada na iconografia cristã - está ligada ao pensamento altruísta, à fraternidade universal, ao solidarismo maçónico e fez com que a imagem do pelicano fosse usada por várias instituições dedicadas ao socorro mútuo.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]