Nossa Senhora de Guadalupe

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox important.svg
Foram assinalados vários aspectos a serem melhorados nesta página ou secção:
  • Não tem fontes.
  • Texto necessita de revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa.
Nossa Senhora de Guadalupe
1531 Nuestra Señora de Guadalupe anagoria.jpg
Padroeira do México e da América Latina
Imperatriz da América
Instituição da festa 1754
Venerada pela Igreja Católica
Principal igreja Basílica de Guadalupe, Cidade do México
Festa litúrgica 12 de dezembro
Atribuições Independência do México
Padroeira de México, Cidade do México, América, Filipinas, Treinamento de Liderança Cristã
Não estou eu aqui, que sou a tua Mãe? Não estás tu sob a minha sombra e proteção, sob o meu manto e nos meus braços que te protegem?
N.ª Sr.ª de Guadalupe a S. Juan Diego
Gold Christian Cross no Red.svg Portal do Cristianismo


Nossa Senhora de Guadalupe (em espanhol: Nuestra Señora de Guadalupe; em náuatle Nicān Mopōhua), popularmente chamada de Virgem de Guadalupe, é a padroeira do México e "Imperatriz da América", venerada pela Igreja Católica. A Virgem de Guadalupe é representada por um ícone da Virgem Maria, que teria aparecido ao índio da tribo Nahua, Juan Diego Cuauhtlatoatzin, em Tepeyac, noroeste da Cidade do México, em 9 de Dezembro de 1531.[1] Atualmente este ícone está depositado no Santuário de Guadalupe, destino de peregrinações de milhões de devotos.[2]

Sua festa litúrgica é celebrada em 12 de dezembro desde 1754, quando o Papa Bento XIV oficializou o título mariano.[3] Nossa Senhora de Guadalupe, além de padroeira do México, é também reverenciada como padroeira da Cidade do México (desde 1737), padroeira da América Latina (desde 1945) e "Imperatriz da América" (desde 2000).[4]

Aparição[editar | editar código-fonte]

Pelos relatos, a "Senhora do Céu" apareceu a Juan Diego, identificou-se como a mãe do verdadeiro Deus, fez crescer flores numa colina semidesértica em pleno inverno, as quais Juan Diego devia levar ao bispo, que exigira alguma prova de que efetivamente a Virgem havia aparecido. Juan foi instruído por ela a dizer ao bispo que construísse um templo no lugar, e deixou sua própria imagem impressa milagrosamente em seu tilma, um tecido de pouca qualidade feito a partir do cacto, que deveria se deteriorar em 20 anos mas que não mostra sinais de deteriorização até ao presente. Um estudo realizado no Instituto de Biologia da Universidade Nacional Autônoma do México, em 1946, comprovou que as fibras do tecido correspondem as fibras de agave, tais fibras não duram mais do que vinte anos.

Em ampliações da face de Nossa Senhora, os seus olhos, na imagem gravada, parecem refletir o que estava à sua frente em 1531 - Juan Diego, e o bispo. Porém, alguns acreditam que isto pode ser explicado pelo fenômeno da pareidolia. O assunto tem sido objeto de inúmeras investigações científicas. É venerada no Santuário de Nossa Senhora de Guadalupe e a sua festa é celebrada em 12 de dezembro.

Referências

  1. Nican Mopohua InterLupe.
  2. Shrine of Guadalupe Most Popular in the World Zenit (13 de junho de 1999). Visitado em 18 de outubro de 2014.
  3. Feast of Our Lady of Guadalupe - December 12, 2013 - Liturgical Calendar - Catholic Culture CatholicCulture.org. Visitado em 18 de outubro de 2014.
  4. Our Lady of Guadalupe Encyclopedia Britannica. Visitado em 18 de outubro de 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Nossa Senhora de Guadalupe
Wikilivros
O Wikilivros tem um livro chamado Santos Católicos
Ícone de esboço Este artigo sobre Catolicismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.