Paz de Nísibis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O tratado de paz de Nísibis ou mais simplesmente paz de Nísibis foi um tratado de paz que colocou um final à guerra entre o Império Romano e o Império Sassânida em 299 d.C.. Assinado em Nisibis (hoje Nusaybin, na Turquia), refletia a vitória romana na guerra que enfrentou os imperadores da tetrarquia (em especial, Diocleciano e Galério) contra Narses da Pérsia.

As condições em que se assinou a paz de Nísibis foram duras para o império persa:[1] este devia ceder terreno a Roma, convertendo o rio Tigre na fronteira entre ambos. Além disso, a Arménia voltaria a ficar sob controlo romano, com o forte de Ziata como fronteira e o Reino da Ibéria passaria igualmente para a esfera de Roma. Nisibis, cidade sob controlo romano, converter-se-ia no único trajeto para o comércio entre os dois impérios, e Roma controlaria também as cinco satrapias entre o Tigre e a Arménia. Dentro destas regiões ficava o passo do Tigre através do Antitauro, o passo de Bitlis (a rota mais rápida em direção ao sul para a Arménia persa) e o acesso ao planalto de Tur Abdin.

Com estes territórios Roma contava com um posto avançado a norte de Ctesifonte e poderia atrasar qualquer futuro ataque persa na região.[2] Tirídates III também recuperava o trono arménio, e Roma assegurava uma ampla zona de influência cultural na região.[3] O facto de o império ter sido capaz de manter um esforço de guerra tão constante em tantas frentes foi visto como sinal da eficácia do sistema de Diocleciano, bem como da boa aceitação que o seu governo tinha entre o exército.[4]

A paz foi mantida durante algumas décadas, até ao surgimento de Sapor II na década de 330.[5] [6]

Referências

  1. Potter, The Roman Empire at Bay, p. 293.
  2. A aceitação destas condições por parte da Pérsia também pressuponha que a cultura síria conseguia penetrar e influir a longo prazo na região em ambos os lados do Tigre. A Arménia também receberia a influência cristã em anos posteriores, levando à sua conversão final sob o governo de Tirídates. Potter, The Roman Empire at Bay, p. 293.
  3. Barnes, Constantine and Eusebius, p. 18.
  4. Southern, Severus to Constantine .
  5. "Peace of Nisibis." Encyclopædia Britannica. 2009. Encyclopædia Britannica Online. 17 Abril 2009
  6. Boardman, John et al (2005), The Cambridge ancient history, pp. 494-495. Cambridge University Press, ISBN 0-521-30199-8