Peripécia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Peripécia (Greek: Περιπέτεια) ou mudança súbita é um termo da poética clássica que significa uma reversão das circunstâncias dadas. Categoria da literatura, analisada inicialmente por Aristóteles.

Definição de Aristóteles[editar | editar código-fonte]

Cquote1.svg 60. Peripécia"' é a mutação dos sucessos no contrário, efetuada do modo como dissemos; e esta inversão deve produzir-se, também o dissemos, verossímil e necessariamente. Assim, no Édipo, o mensageiro que viera no propósito de tranqüilizar o rei e de libertá-lo do terror que sentia nas suas relações com a mãe, descobrindo quem ele era, causou o efeito contrário; (...) . (ARISTÓTELES. Arte Poética. Tradução, Eudoro de Souza. São Paulo: Nova Cultural 1991. Os Pensadores vol 2). Cquote2.svg

Essa peripécia, ainda segundo Aristóteles, não deve ser casual, e sim fruto de alguma desmedida do herói que deve surgir da própria história, provocando assim a catarse. Na narrativa contemporânea também encontra-se a peripécia, ainda que por vezes esteja diluída na história. Para dar um exemplo conhecido, em Titanic, o filme de James Cameron, a peripécia dos protagonistas surge com o encontro do navio com um iceberg.

Referências[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre literatura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.