Princípio da mediocridade

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde julho de 2014).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

O princípio da mediocridade é a noção da filosofia da ciência de que não há nada de especial com o ser humano ou com a Terra. É uma extensão do princípio de Copérnico, que diz que a Terra não é um planeta especial, numa posição privilegiada ou central do Universo. É utilizada como uma heurística para a posição da Terra e também como uma afirmação filosófica sobre a existência da humanidade. Num contexto mais amplo, o princípio da mediocridade diz que sempre que se observa um fenômeno, tal fenômeno é uma dentre muitas ocorrências; se alguém testemunha um evento extraordinário, deve-se assumir que tal evento ocorreu ou ocorrerá mais de uma vez, caso haja circustâncias propícias.

Ícone de esboço Este artigo sobre filosofia / um filósofo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.