Raku

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes (desde novembro de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Uma peça do século XVI feita em raku, usada para beber chá actualmente no Tokyo National Museum

Raku é uma técnica/forma de cozedura e pós cozedura de peças cerâmicas que envolve uma posterior "queima" das peças. Estas saindo do forno incandescentes (cerca de 1200 °C no máximo) são envolvidas em baldes cheios de serradura e automaticamente ardem e queimam. Caso a peça seja previamente vidrada, o resultado normalmente é um brilho muito característico e quase exclusivo do raku. Caso contrário, se a peça não estiver vidrada, depois de sair do serradura pode-se observar que fica completamente negra.

Esta é uma técnica com muitos anos e vinda do oriente mas já é usada há muito por artistas ocidentais (ex: João Carqueijeiro) e de todo o mundo.

Ícone de esboço Este artigo sobre arte ou história da arte é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]