Reflexo de Moro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Reflexo de Moro é um reflexo apresentado somente em neonatos, nos três primeiros meses de vida. É considerado um reflexo primitivo.[1]

Teste de reflexo[editar | editar código-fonte]

Esse é o, reflexo normal presente em recém-nascidos. A ausência do reflexo de Moro em um bebê é anormal. A presença de um reflexo de Moro em um bebê mais velho, criança ou adulto é também anormal. O teste é efetuado colocando o neonato para cima em superfície macia. Os braços do bebê devem ser tracionados até o ponto em que ergueria-se a criança da superfície e soltá-los. O bebê deverá dispor os braços para o lado flexionando os polegares e palmas das mãos voltadas para cima. Logo após isso o neonato deverá fechar os braços. A ausência bilateral do reflexo de Moro sugere danos cerebrais ou da medula espinhal. A ausência unilateral do reflexo de Moro sugere a possibilidade de um osso do ombro quebrado ou lesão do grupo de nervos que estão entre a parte inferior do pescoço e a área superior do ombro. Condições associadas a essa lesão neural incluem Paralisia de Erb e Paralisia de Erb-Duchenne. A perda da função muscular em um lado do corpo pode também produzir um reflexo de moro assimétrico.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências