Santa Juliana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Santa Juliana é um município brasileiro do estado de Minas Gerais. Sua população estimada em 2004 era de 8.210 habitantes, em abril de 2007 era de 10.582 habitantes, e em 2013 estava em 12.455 habitantes segundo o IBGE.

Histórico[editar | editar código-fonte]

O documento que primeiro cita a região é uma carta Sesmaria, datada de 18 de novembro de 1795. Ela manifestava o pedido de um colonizador português, requerendo a posse das terras à coroa portuguesa e fazendo uma citação da localização da mesma, nas paragens do Ribeirão Santa Juliana (Fundação Cultural Calmon Barreto, Araxá-MG).

Em meio a relatos lacunosos, o povoado surgiu com a passagem dos bandeirantes pela localidade, onde encontraram o Ribeirão e em suas proximidades um casebre de família humilde, cuja mulher tinha o nome de Juliana e o apelido de Santa. Assim, os bandeirantes deram esse nome ao ribeirão. Devido à padroeira, Nossa Senhora das Dores e ao Ribeirão, o povoado nascente recebeu o nome de Dores de Santa Juliana. Por volta de 1842 se deu a construção da Capela de Nossa Senhora das Dores, e devido a excelência das terras, que se prestam admiravelmente à agricultura, a localidade foi se desenvolvendo rapidamente.

O Distrito de Dores de Santa Juliana foi criado pela Lei Provincial número 2.153 de 15 de novembro de 1875, e mantido pela Lei Estadual número 2, de 14 de setembro de 1891.

A divisão administrativa de 1911, os quadros de apuração de recenseamento geral de 1920 e a divisão administrativa de 1923, foram apresentados jurisdicionados ao município de Araxa, oque também se verifica na divisão administrativa de 1933. No quadro de 1936, o distrito figura com a denominação de Santa Juliana.

Em 17 de Dezembro de 1938, pelo Decreto Lei Estadual número 148, foi o distrito elevado à categoria de cidade, com a criação de município de Santa Juliana, constituído em um único distrito, o da sede.

O livro da paróquia de Diocese de Uberaba registra para sua criação a mesma data de elevação do arraial a Distrito. A localidade recebeu em 17 de dezembro de 1938 o título de cidade.

Economia[editar | editar código-fonte]

O município tem se tornado destacado pólo de produção de batatas. Segundo a Pesquisa Agrícola Municipal (uma pesquisa do IBGE, relativa a 2006 e divulgada em outubro de 2007), Santa Juliana é a terceira cidade de Minas com maior rentabilidade com batata-inglesa (cerca de 26 milhões de reais). Há 10 anos, segundo a mesma pesquisa do IBGE, a rentabilidade com batata tem aumentado em Santa Juliana. Santa Juliana também conta com a agricultura e, são produzidos grãos como: soja e milho. Há também a plantação de cenoura, alho e, cana-de-açucar.

Posição geográfica[editar | editar código-fonte]

Situado a Oeste do Alto Paranaíba, no estado de Minas Gerais, o município de Santa Juliana apresenta uma área de 722 km² e conta com o distrito de Zelândia e 17 localidades rurais (Salto, Bom Jardim, Lagoa Dourada, Veados, Pires, Córrego do Lobo, Samambaia, Ponte Preta, Peão, Escorregado, Cipriano, Estacas, Barra, Coivara, Pouso Frio, Barros e Capiú). São municípios limítrofes: Nova Ponte, Pedrinópolis, Perdizes e Sacramento.

A cidade de Santa Juliana está situada a 910 m de altitude, tendo como coordenadas geográficas 19º 18´32” latitude Sul e 47º 31´27” longitude Oeste. Cortada pela BR 452 (que liga Araxá a Uberlândia), Santa Juliana dista 82 km de Uberaba, 73 km de Araxá, 97 km de Uberlândia, 453 km de Belo Horizonte, 500 km da cidade de São Paulo e 500 km de Brasília.

O município pertence à Comarca de Nova Ponte. Sua diocese é a de Uberaba.

Prefeitos de Santa Juliana, após a Emancipação Política do Município[editar | editar código-fonte]

PREFEITO

GESTÃO

Armando de Paiva Abreu

1938/1940

João Afonso

1941/1942

José Pinheiro

1942/1943

Armando Santos

1944/1946

Padre Lázaro de Menezes

(governou apenas 4 meses)

1946/1947

Manoel Carneiro de Oliveira

1947/1948

José Pedro Borges

1948/1950

José Severino Carneiro

1951/1955

Jarbas de Oliveira Carneiro

1955/1958

Genésio Carneiro de Oliveira

1959/1962

Jarbas de Oliveira Carneiro

1963/1966

Manoel Ferreira da Cunha

1967/1970

Jarbas de Oliveira Carneiro

1971/1972

Nilson Borges de Andrade

1973/1977

Manoel Ferreira da Cunha

1977/1982

Antonio Pedro de Oliveira

1983/1988

Manoel Ferreira da Cunha

1989/1992

José Carneiro Naves

1993/1996

Afrânio Fernandes de Oliveira

1997/2000

Marcos Araújo Barbosa

2001/2004

Marcos Araújo Barbosa

2005/2008

José Carneiro Naves

(governou apenas 9 meses)

2009/2009

Orlando Espíndola dos Santos Neto

(governou apenas 3 meses)

Presidente da Câmara - Prefeito em exercício

2009/2009

Dálton César de Assis

(governou apenas 5 meses)

Presidente da Câmara - Prefeito em exercício

2010/2010

Belchior Antonio da Silva

2010/2012

Oscar Carneiro Filho

2013/2016

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.