Separação de conceitos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde abril de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.

A separação de conceitos ou separação de preocupações (do inglês separation of concerns, SoC) é um principio utilizado na computação que visa a preocupação com cada aspecto, modularizadamente.

O termo foi cunhado por Edsger W. Dijkstra no seu artigo de 1974 "On the role of scientific thought".[1]

…para meu gosto é característico de todo pensamento inteligente… dispõe‐se a estudar profundamente um aspecto do sujeito isolado para sua própria consistência, sempre sabendo que se ocupa apenas com um dos aspectos. Sabemos que um programa tem de ser correto e podemos estudá‐lo somente desse ponto de vista; também sabemos que deve ser eficiente e podemos estudar sua eficiência noutro dia, por assim dizer. …o programa é desejável. Mas nada se ganha —pelo contrário!— ao abordar esses vários aspectos simultaneamente. É o que às vezes chamei ‘a separação das preocupações’ que, mesmo não perfeitamente possível, é ainda a única técnica efetiva disponível que conheço para organizar os pensamentos. Isso é o que quero dizer com ‘focar a atenção nalgum aspecto’: não significa ignorar os outros aspectos, é só fazer justiça ao fato de que do ponto de vista deste aspecto, o outro é irrelevante. É ser focado e ter mente aberta simultaneamente.


Referências

  1. Dijkstra, Edsger W (1982), "On the role of scientific thought", Selected writings on Computing: A Personal Perspective, New York, NY, EUA: Springer-Verlag, pp. 60–66, ISBN 0-387-90652-5, http://www.cs.utexas.edu/users/EWD/transcriptions/EWD04xx/EWD447.html 
Ícone de esboço Este artigo sobre Software é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.