Shauabti

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Par de ushebtis do faraó Senkamanisken, esculpidos em pedra-sabão, 643-623 a.C. Museu Britânico, Londres.

Shauabti, chauabti ou shabti, dentre outras variações, é o termo que designa um tipo de estatueta funerária egípcia de aspecto mumiforme, destinada a substituir o falecido na execução dos trabalhos agrícolas após a morte.[1] Recebem a denominação ushebti, uchebti ou ushabti, dentre outras, os exemplares executados a partir da XXI dinastia, quando a passam a representar não somente o defunto, mas também seus servidores.[2]

A princípio, eram moldadas em cera ou a partir do lodo retirado do rio Nilo. Como o tempo, tornam-se mais sofisticadas, passando a ser executadas em diversos suportes distintos, como madeira, pedra, terracota, porcelana e, mais esporadicamente, bronze. Na Época Baixa, quando predominam os exemplares em cerâmica verde e azul, os ushebtis adquirem novos detalhes no modelado, como pedestais, pilares dorsais e características típicas da estatuária do período saíta, como o sorriso das figuras.[2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Shauabti

Referências

  1. Grande Enciclopédia Larousse Cultural, 1998, pp. 5357.
  2. a b Imagens de vida e de poder. O antigo Egipto no Museu Calouste Gulbenkian Fundação Calouste Gulbenkian. Visitado em 20 de abril de 2009.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Vários. Grande Enciclopédia Larousse Cultural. Santana do Parnaíba: Plural, 1998. 5357 pp. ISBN 85-13-00776-5.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um historiador é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.