Trauma torácico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde outubro de 2009). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.

As lesões do tórax podem ser distúrbios maiores ou menores da função cardiorespiratória, dependendo da parte envolvida. Assim, uma queda de um lado de uma banheira pode fraturar uma ou duas costelas, que, embora dolorosa, não causa se não um leve distúrbio da função respiratória, em quanto que em um acidente automobilístico no qual o motorista é jogado contra o volante, o esmagamento do tórax pode causar lesões cardíacas e pulmonares, rapidamente fatais. E em acidentes de alta velocidade — na súbita aplicação de uma força às estruturas intratorácicas assim que a pessoa para —, isso comprime todas as estruturas do interior do tórax, especialmente os pulmões. Outras causas de traumatismo torácico são quedas, lesões por esmagamento, socos no tórax e feridas por projéteis e armas brancas.

As consequências mais sérias do trauma torácico são:

  • insuficiência respiratória aguda por lesão da parede torácica, vias aéreas, diafragma e pulmões;
  • choque devido lesões de grandes vasos e lesões extratorácicas.

As lesões torácicas podem ser causadas por traumatismo fechado, que não penetra mas lesa pela força, e por lesões penetrantes. Ambos os tipos podem causar sérias disfunções respiratórias.